{BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Mensagem por Hellioth Petrova Crawford em Qua 22 Jul 2015 - 16:33


Hello, fucking friends!

A postagem se inicia entre Hellioth Crawford, Adryan Mudder e Nathaniel Sibley. Somente os indivíduos citados podem postar nesse local, ou seja, caso tenha interesse, peça permissão. O diálogo está acontecendo numa tarde quente, lá pelas 16-17 horas. Os três estão na praia, encontrando-se de forma inesperada. O conteúdo é livre ou para maiores de 18 anos (violência e etc). A postagem está em andamento.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Mensagem por Hellioth Petrova Crawford em Qua 22 Jul 2015 - 17:16




Sempre fora um rapaz calmo e tranquilo, apesar de esconder o seu lado obscuro e sádico. Desejos diferentes, porém, muitos o tinham em sua mente. Hell sempre fora um garoto diferente e completamente estranho, apesar de disfarçar seus transtornos perfeitamente. Sua vida não fora muito simples, estava bem longe disso. Mãe morta, pai morto e assim vai. Sentia-se sozinho, contudo, seu lado cruel impedia-o de sentir essas coisas fúteis. Não pensava muito na solidão, já que o dinheiro ocupava sua mente. – Alô? – Disse num tom alto enquanto caminhava pela praia. Usava apenas uma bermuda branca e um par de chinelas. Seus cabelos estavam um pouco bagunçados por causa da brisa da praia. Seu corpo escultural estava quase exposto, permitindo olhares indiscretos. Adorava chamar a atenção, era algo que o deixava completamente satisfeito. Sentia-se um Sol. Sim, uma enorme estrela que espalhava o calor para o universo. – Quem é? – A voz fria e rouca surgiu. Um sorriso surgiu nos lábios de Hellioth. – Quem mais te ligaria, babaca? – Revirou os olhos. – Ah, Hellioth. – O loiro suspirou. – Enfim... Indo direto ao assunto. Quero que você mande a heroína até amanhã, ok? – Deu a ordem num tom calmo e sereno, porém baixo. Era herdeiro de uma enorme empresa, que, ainda, mantinha um enorme tráfico de drogas. Não se importava, via tudo como uma maneira de enriquecer e faria qualquer coisa para aumentar sua conta bancária.

Os raios solares tocavam os óculos escuros do modelo. Sua próxima fotografia seria semana que vem, todavia, tinha que estar malhado e completamente bonito. Sempre tivera um corpo escultural e sedutor, afinal, era uma das maneiras de conquistar os outros. Hell era como uma cobra: preparava-se para dar o bote. Tomava cuidado para não cometer nenhum deslize, e então, achou o seu porte físico como uma maneira de enganar os outros. Jamais hesitara em passar os outros para trás, e, sinceramente, ele nem se importava com os seres humanos. Frio, manipulador, sádico e sarcástico: as características mais marcantes no rapaz. Não respeitava a natureza humana, mas não fazia diferença nenhuma para ele. Não passava de um adulto nojento e arrogante, mesquinho e metido. – Olha, Hellioth... Eu acho que dever... – O loiro pigarreou antes que o traficante pudesse dizer algo. – Você não acha nada, ok? Eu quero a porr* da minha encomenda! Eu a quero na porra da mansão A M A N H Ã! – O seu tom de voz revelava a raiva que sentia. – Não perderei uma grana boa por sua causa, seu... Estúpido. Eu estou te pagando, e, bom, tenho certeza que você precisa de dinheiro, certo? Vai viver de quê? – Bufou.

– Está entendido? – A calma surgiu de forma repentina. Conseguia mudar de personalidade de forma anormal, parecia ser uma criatura bipolar, mas ninguém percebia. Alcançava a bondade em questão de segundos, porém, usava para algum benefício próprio. – Ok... Sim, senhor. – Em seguida, desligou o telefone, guardando-o no bolso da bermuda. – Imbecil. – Resmungou e continuou sua caminhada. Seus passos eram lentos e silenciosos. Analisava a água do mar de longe, sentindo uma pequena vontade de se aproximar. A única coisa que o impedia de mergulhar no enorme oceano era o seu celular. Adorava praias desde criança, adorava a sensação de olhar o horizonte e ver tudo sumir. A impotência era uma amiga, algumas vezes.

Virou-se e então, continuou o passeio. Os minutos passaram e de repente, esbarrou em algo. Ou pior, em alguém. – Argh. – Bufou ao cair de bunda na areia. Antes que alguma coisa ocorresse, levantou e... – Você é... – Parou de falar e um sorriso malicioso surgiu em seus lábios. Ah, era o seu dia de sorte! – Olha só... – O sarcasmo apareceu. Seus olhos claros analisaram o seu ex-namorado e... Quem era o outro?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Mensagem por Ghail C. Mudder em Qua 22 Jul 2015 - 19:56




What the fuck?


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Raramente eu tinha esses momentos de lazer, mesmo aos finais de semana. Aproveitar ao lado de Nate era um momento muito gostoso e por isso sempre que conseguia levava o namorado para dar um passeio, mesmo ele não aprovando muito isso. A cisma de que ainda não estava muito bem para se misturar as pessoas começava a enfraquecer na medida em que eu ficava lhe dando força, ele precisava começar uma vida nova e esquecer seu passado penumbro, então, nada melhor que uma distração caminhando pela areia branca e fina de uma das praias de Miami.

As nossas mãos estavam entrelaçadas, não me importava com os olhares alheios, mesmo eles sendo poucos, hoje em dia a liberdade era algo comum e por isso curtia esse novo modernismo. Usando uma bermuda jeans que ia até acima do joelho, sem blusa mostrando seu físico e sua pele não muito bronzeada, carregando sua blusa na outra mão junto com suas sandálias que também estavam junto a blusa presa entre os dedos. Os óculos de aviador da marca Ray-ban com as lentes em um degradê do preto para o transparente com a armação dourada e bem fina protegiam seus azuis cristalinos da radiação solar.
- Está afim de um sorvete? - perguntei olhando para o outro esperando sua resposta.
- Vamos no Ice Cream's summer, aquele quiosque ali. - apontei mais afrente. - É o point do sorvete aqui, sem contar nos sabores exóticos. - o puxei descolando nossas mãos e envolvendo meu braço sobre sua cintura.

Voltamos a caminhar pela areia, cada um com seu sorvete em mão, observei Nate provando sua primeira bola de três com sabor que ele escolheu, olhava para ele piscando o olho em seguida e então coloquei meu dedo indicador na minha com sabor de pistache e coloquei na bochecha do outro e sai correndo rindo, foi nesse momento enquanto olhava para trás que trombei com alguém que caia no chão, meu sorvete claro que fez o mesmo, só que para o lado oposto. Seria muito estranho dizer que quando olhei para ver quem era acabei quase caindo também?
- Hellioth? - minha voz saiu quase falha, quase. - Mas... Como... - olhei para Nathaniel e depois para o garoto, sendo educado o ajudei a se levantar.
- Nate, este é Hellioth. - já comecei apresentando, para não haver conversa, pois, sabia como aquele meu ex era.
- Ele é meu ex namorado... - pigarreei falando a última palavra.
- Hellioth, este é Nathaniel, meu namorado e futuro marido.

Vamos começar assim? Hellioth era meu namorado na época em que morei nos Estados Unidos. Sim, fui apaixonado por uma pessoa metida, nojenta e mesquinha... A fama dele não era uma das melhores e eu tentei mudá-lo, mas tudo que fiz foi em vão. Ser taxado como imbecil, ser esculachado e desrespeitado acabou totalmente com meu encanto por ele e por isso acabei tendo que me afastar dele. Se não fosse a internet e os meses de papo com Nate nunca teria me recuperado do trauma que foi namorar aquele garoto.






#Post -10 #Tagged -Nathaniel and Hellioth  #Sound - Summer
(c)

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Mensagem por Nathaniel W. Sibley em Qua 22 Jul 2015 - 23:44



Who Are You?!

Estar com Adryan era como estar no pico de uma montanha altíssima; era estrondosamente firme a montanha, ver toda a paisagem era simplesmente incrível e o frio no estômago marcava presença. Era talvez dessa forma que eu me sentia estando perto do moreno, e era inevitável não me sentir atraído por ele, como que envolvido por seu sorriso e por cada mínimo movimento seu. Eu me sentia leve e solto, andava sem prestar muita atenção nas coisas ou nas pessoas ao meu redor, usava um óculos escuros que mal lembrava a marca, com uma bermuda leve de brim cinza, uma camisa branca de botões e chinelos, e notava o quão distintos nós éramos; cada roupa escolhida por ele era perfeitamente casada com a outra, assim como juntas formavam uma perfeita combinação com o óculos. Eu não era adepto à modas, eu era na verdade um desastre escolhendo roupas ou combinações. Eu ainda pensava em nossas distinções que nos faziam sermos tão perfeitos juntos, meio bobamente, quando o outro fala sobre sorvetes. Meu olhar e minha atenção unicamente focaram-se nele, e sorri.

Alguns poucos minutos depois, lá estávamos nós com sorvetes de três bolas, eu com a minha de limão, napolitano e chocolate. Estava tudo bem, até que repentinamente Adryan suja minha face, correndo e de repente tromba num garoto. Rapidamente fiquei de pé, correndo até eles ainda mantendo o sorvete em mãos, parando a lambida no sorvete de limão automaticamente ao ouvir a palavra "ex". Engoli em seco, retomando a lambida e logo em seguida engasgando com "futuro marido". Éramos noivos?

- Eu... oi... sou Nathaniel Sibley, mas pode me chamar de Nathan. - Estendi a mão esquerda, ainda segurando firmemente a casca do sorvete, abrindo um simpático sorriso.

Adryan x Hellioth x Tense
© mr. houdini



____________________

Sibley
Been trying hard not to get into trouble, but I, I’ve got a war in my mind, So, I just ride

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Mensagem por Hellioth Petrova Crawford em Dom 26 Jul 2015 - 15:40

I wanna do bad things with you
I wanna fuck you, destruct you and love you


Adryan me ajuda, e então, encaro-o e um sorriso malicioso surge em meus lábios novamente. Pelo visto, meu ex continua agindo como um cavalheiro. Só tem uma falha: ele está com outro. Fui trocado e, sinceramente, isso é horrível. Antes que possa dizer qualquer coisa, Ryan começa as apresentações. Lanço um olhar sem vergonha na direção de Nathaniel. Ah, ele é uma delícia. Quem sabe não posso chamar os dois para fazer sexo? Sinto essa vontade me alcançando. Sexo com três pessoas deve ser incrível, sempre tive uma estranha vontade de experimentar. Olho para a mão de Nate e ergo uma das minhas sobrancelhas. Bom, talvez este seja o momento para tirar uma casquinha, certo? Aperto sua mão e então, puxo-o para mais perto, aproximando-me de sua face e quase tocando seus lábios. – Meu nome é Hellioth. Pode me chamar de Hell. – Um sorriso maroto aparece e então, fico longe de sua face. – Você tem bom gosto, Adryan. Estou pensando seriamente em convidá-los para um ménage à trois. – Rio baixinho e encaro o corpo de Nate de forma indiscreta, e então, meus olhos voltam para o corpo de Yan. – Você está mais bonito do que antes. Claro que você já era um pitel, mas agora... – Dou de ombros e respiro fundo. Ok, tenho que tomar cuidado. Não quero entrar em uma briga, contudo, acho que o meu único inimigo seria o namorado de Adryan. Pelo que me lembre, meu ex nunca fora agressivo ou qualquer coisa do gênero. Não passava de um covarde que, ao ver que nosso relacionamento não daria certo, simplesmente me abandonou.

– Bom... Não digo o mesmo sobre você, Nathan. Nunca te vi de perto antes, porém... Você também é uma delícia. – Respiro fundo e olho ao redor. Algumas pessoas passam por perto, mas não escutam a nossa conversa. Não posso agarrar os dois nessa praia, ou senão a minha fama muda. Todos acham que sou hétero, o que é hilário. Seleciono as garotas e simplesmente as beijo na frente das câmeras. Nunca transei com mulheres, porque... Ergh! Nojento, sinceramente. Mordo os meus lábios e então, olho ao redor pela segunda vez. – Esse lugar é maravilhoso, concordam comigo, meus amigos? – Ergo uma das sobrancelhas e então, antes que eles possam dizer qualquer coisa, pego na mão de ambos e os puxo para uma caminhada. Numa fração de segundos, solto-me das mãos de forma brusca e fico no meio deles. – Vocês estão aqui faz muitos anos, correto? – Solto uma pergunta, pronto para saber da vida de ambos. – Quando você me largou – Olho para Adryan, mas meus olhos voltam para frente em seguida, focando no nosso adorável passeio. – acabei indo pra Londres. Claro que estudei e blá blá blá, mas mudei pra Inglaterra. Acredite, lá é incrível! – Meus olhos brilham, contudo, é apenas uma atuação. Tenho que tomar cuidado.

– Minha fama de hétero surgiu lá. Comecei pegando uma garota, e tipo, uau. Se gostasse de mulheres, comeria ela no primeiro encontro. – Rio e suspiro em seguida. – E fui pegando mais garotas e garotas, e... Ah, opa, garotas. – O sarcasmo é exposto. – Era um ciclo incrível, mas ele foi interrompido com a morte do meu pai. – Fico calado em seguida, deixando o silêncio inundar nossas almas durante alguns minutos. Olho o sol e depois para os meus pés. – E, bom, tive que me mudar pra cá por causa da agência de modelos e da empresa, que, meses depois, fui descobrir que mexia com drogas também. Ou seja, sou um traficante, amiguinhos. – Falo baixo e gargalho em seguida. – Sabe como eu me sinto neste momento? – Olho para os dois. – Poderoso. – Respondo antes que eles possam dizer alguma coisa. – Sempre gostei de ter poder e entre outros. Estou no controle. Sou dono de uma enorme rede de tráfico de drogas. E, relaxem, eu não uso. Não vou atacá-los no meio da praia. – Digo de forma brincalhona, mas é apenas uma atuação incrível. – Bom... Quando eu me lembrei de que vocês estariam aqui... Uau, pensei numa vingança. Primeiro pensei em matar algum de vocês. – Reviro os olhos. – Mas seria super clichê. Matar o ex e blá... Whatever, seria uma vingança ridícula. – Dou de ombros.

– Depois pensei em sequestrá-los e enviar pra alguma rede de tráfico de humanos. Outro clichê. A polícia poderia descobrir e seria entediante. Teria que pagar pra sair da prisão, e, sinceramente, não quero. Meu advogado está viajando para a China, seria meio arriscado. – Adoro passar medo, porém planejei todas essas coisas. – Por último, pensei em achar alguma maneira de ferrar vocês dois. MAAAAAAS, seria algo bem “shakespeariano”. Vocês não morreriam e estariam juntos no além, porém ficaria juntos na cadeia. Ah, sabia que lá, na prisão, eles costumam estuprar homossexuais? Seria interessante vê-los lá. Tenho meus contatos. E, quem sabe, não pudesse enviar alguém para matá-los lá mesmo? – Arregalo os olhos de forma teatral. – Ai, ai, ai... Tempo livre faz isso. Enfim, relaxem, nada disso vai acontecer. – Rio baixinho.


credits: dilso/trowlsenn @ Oops!

____________________


Hell Petrova

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Mensagem por Ghail C. Mudder em Seg 27 Jul 2015 - 10:46




What the fuck?


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Era óbvio que Hellioth não iria mudar. Nunca passou pela minha cabeça que aquele ignorante, egocêntrico e mimado de merda poderia mudar seu jeito singelo de abordar as pessoas com suas palavras nuas e cruas.
Para começar a conversa tive que me manter firme ao vê-lo se aproximar do MEU namorado enquanto joga uma indireta bem direta sobre o corpo do mesmo, logo se volta para mim não deixando de jorrar seu veneno letal que chegava a ser pior que da serpente mais venenosa do mundo.
- Okay, não era pra acontecer esse encontro, melhor irmos... - antes de terminar minha frase o terceiro utilizava de sua famosa artimanha de interromper e colocar um assunto acima.
- Hellioth! - o repreendi ao falar de Nate como se fosse amigo íntimo dele. - Olha, espero que esteja seguindo feliz com sua vida e que... - novamente era interrompido por ele agarrando a mim e ao outro levando-nos para um passeio não muito confortável na direção oposta em que estávamos indo.
Encare Nathaniel neste momento e movi meus lábios pedindo "desculpas" pelo encontro assustador.

Me sentia com uma certa raiva de estar sendo levado para uma caminhada com um ex transbordando deboches com suas palavras e ainda por cima querendo contar sua vida após nosso término, aquilo realmente estava acontecendo? Me coloquei em um sonho que acabou se tornando um pesadelo real?
Ele continuava falando e eu me mantive em silêncio fechando os olhos para não acabar explodindo. As insinuações de ameaça e depois informando ser apenas algo que não iria causar fora a gota d'água. Forcei nossa parada pegando a mão dele e a retirando de trás do meu ombro, me coloquei de frente e puxei MEU namorado novamente para perto de mim encarando o outro com um olhar diferente até mesmo do que eu era acostumado a fazer, frio e desprezante.
- Você nunca iria mudar, sua presença me causa desconforto e me enjoa. - soltei a mão de Nate e coloquei meu dedo indicador sutilmente sobre o meio de seu peito aproximando meus olhos dos dele para mostrar a ira despertada. - Não tenho medo de suas ameaças mesmo ela sendo de forma disfarçada. Se te larguei foi justamente pela pessoa que você é, não porque fui um covarde e ainda bem que conheci alguém que me reconhece e sempre esteve do meu lado assim como eu do dele.

Aquele era eu? Agora eu sabia o quanto a minha paciência aguentava pessoas como ele e sim, explodi tudo que poderia envolvendo até mesmo o que estava entalado quando o deixei em Nova York.
Percebi que algumas pessoas passavam olhando para a minha atitude explosiva, mas não paravam, era de se perceber uma atitude bem agressiva mesmo ela sendo de forma sutil para não chamar muita atenção.
- Espero que tenha entendido meu recado, se não, seus contatos não servirão de nada para você. - me afastei lentamente ainda encarando seus olhos com voracidade.
Me virei para Nate e voltei a colocá-lo para perto de mim, sabia muito bem que ele não iria deixar barato aquele momento novo, ele nunca deixava nada passar.
- Nate, te peço desculpas por este encontro desnecessário... - disse olhando ainda para Hellioth encarando-o pressionando meu maxilar.





#Post -11 #Tagged -Nathaniel and Hellioth  #Sound - Sweet nothing
(c)

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Mensagem por Nathaniel W. Sibley em Seg 27 Jul 2015 - 14:08



Who Are You?!

Tudo ainda era novo para mim, desde conhecer um ex de Adryan ao fato de eu estar sendo assediado pelo loiro sem o mínimo de pudor. Era complicada a situação, afinal geralmente um ex tende a odiar o outro, desejando sua morte ou então eternamente ligado à ele, lamentando-o - só Deus sabe o quão sofríveis são a maioria dos álbuns de música hoje em dia sobre decepções amorosas - entretanto o loiro de temíveis olhos glaciais, Hellioth, que carinhosamente preferia ser chamado de Hell, não se encaixava em nenhum tipo de ex. Talvez ele pertencesse aos piores tipos: os loucos. Seu olhar era pervertido do tipo que eu nunca havia visto antes, como se ele literalmente pudesse me comer com os olhos, e apesar das tentativas fúteis de Adryan de encerrar a conversa, ele nos puxou para caminhar um pouco, espairecer a mente. Fechei os olhos por alguns segundos, ignorando boa parte da conversa mas ainda sim absorvendo o significado depreciativo por detrás destes, cada frase por ele era redirecionada para dois tópicos específicos: ele próprio e seu veneno. Sorri de canto de rosto quando por fim Adryan se pronunciou, tentando a todo custo terminar aquela tortura.

Poderíamos simplesmente dar as costas e ir numa outra direção? Eu duvidava de que Hellioth fosse nos deixar em paz. Um sorriso um tanto quanto sarcástico saiu de meus lábios, era raro, mas me lembrava perfeitamente de como a ânsia, a vontade instintiva de revidar falava mais alto naquela noite no acampamento, de como eu tinha a vontade de jogar daquele penhasco e como eu, inconscientemente, prossegui a conversação até estarmos próximos o suficiente e... por um momento, tudo que me fez voltar à realidade foi a sensação de sol bronzeando minha pele, gaivotas ao longe e turistas e banhistas sorrindo, felizes. Me sentia trôpego, mas pisquei os olhos com força, fitando Hellioth e então cruzei os braços, semicerrando os olhos para então fita-lo.

- Seu discurso deveria estar escrito numa espécie de readaptação do "O Poderoso Chefão" versão gay, Hellioth. Seu discurso persuadindo-nos a teme-lo não funcionou e não funcionará, provavelmente deve estar acostumado a dar as ordens aos seus capangas, caso você seja mesmo um traficante, então adivinha só; se tiver culhões, volte a nos enfrentar, aposto que da próxima não vou ser tão bonzinho... - basicamente vomitei tais palavras, falando com rapidez, mas de forma audível e clara para que Hellioth e somente nós três escutassem. Pus as mãos na minha cintura, elevando o tom de voz basicamente ameaçando-o. Eu não era de perder o controle dessa forma. - Tente separar outro casal, Hellioth, estamos firmes e fortes e seu grande discurso é apenas um monte de baboseiras; os perversos não se vangloriam desta forma. - Abri um largo sorriso, segurando a mão de Adryan do meu lado esquerdo, sentindo a confiança precisa para poder enfrenta-lo seja qual for o problema. Citei a última frase de um grande amigo meu, Dylan Bishop, que citava a frase sempre que iria fazer algo de ruim, mas que raramente abria a boca.

Sentia agora a confiança, a determinação, sabendo que independentemente das investidas ou das idiotices saídas dos lábios do loiro pervertido e lunático, eu e Adryan não iríamos ser demovidos um centímetro de nossas posições, que nossas mãos estariam sempre unidas e que teríamos sempre um ao outro.
Adryan x Hellioth x Tense
© mr. houdini



____________________

Sibley
Been trying hard not to get into trouble, but I, I’ve got a war in my mind, So, I just ride

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Mensagem por Hellioth Petrova Crawford em Sab 8 Ago 2015 - 14:37

I wanna do bad things with you
I wanna fuck you, destruct you and love you


O mundo é meu brinquedo, e, acredite se quiser, adoro desafiar meus bonequinhos vivos. O jogo está começando, portanto, preste bem atenção, querido leitor. Respiro fundo quando sinto a mão do moreno tocar a minha, e então, ergo uma das sobrancelhas com a sua reação. – Que pena, pensei que seríamos um triângulo amoroso. – O deboche escapa de forma calma e tranquila. Olho a mão do mesmo tocando Nate e fico arrepiado. Não, não é ciúme. É outro sentimento: raiva. O rapaz é tão covarde. Ele simplesmente me abandonou, sumiu do nada, puff! E ainda por cima, diz coisas terríveis para mim. Ok, não sou a criatura mais doce do mundo, porém não me importo. Antes que possa dizer qualquer coisa, o dedo do mais velho toca no meio do meu peito com um pouco de força, fazendo-me respirar fundo para não perder o controle. Respire, Hellioth. Você não pode entrar numa luta... Pelo menos, não no meio da praia. As suas palavras escapam de forma fria e seca, chamando a atenção de algumas pessoas. Seguro uma risada. Ah, a brincadeira está dando certo. Seus olhos claros encaram o meu, demonstrando a fúria que Adryan está sentindo. Respiro fundo, preparando-me para falar, mas antes de dizer algo, palavras escapam da boca de Nathaniel.

Encaro seus olhos de forma intensa, quase como se pudesse penetrar a sua alma. Ele e Ryan possuem uma relação diferenciada, mais divertida e mais pura. A minha foi diferente: adorava humilhar o rapaz. Ah, sentia-me poderoso, era como se eu fosse um rei. E então, antes que pudesse me tocar, o moreno de olhos claros já tinha ido embora. Sem um “adeus”, sem um “vá se foder” ou coisa do gênero. Agora, aqui estou eu: sozinho, banhando nas trevas. Mas, enfim, não me importo. A escuridão é minha melhor amiga. Encara Nathan e rio baixinho quando ele termina de falar. – “Os perversos não se vangloriam dessa forma.” – Tento imitar a voz do namorado de Dryan. – E quem disse que me encaixo no grupo dos perversos? Mal conversamos e já me coloca nessa categoria? – Bufo e cruzo os meus braços. – Chamamos muita atenção, não? – Reviro os meus olhos e continuo mantendo a distância que os dois estabeleceram. – Já ouviram falar de Romeu e Julieta... Certo? – Meus olhos vagam até o mar, encarando o horizonte e observando o sol esconder aos poucos a sua enorme beleza.

– Começa com aquele drama de “família separada e inimiga” e blá. No final, os dois morrem. – O desprezo é completamente visível. – Mas vamos focar no meio: houve um desafio, que no caso, será eu. Adryan será Romeu. E, Nate, será o... Deixe-me pensar em algo... – Encaro o casal. – AH, SIM! O melhor amigo de Julieta. Você é completamente apaixonado em Romeu. Faria qualquer coisa por ele. Seu desejo? Tocá-lo, sentir a pele do mais velho encostando na sua. – Falo de forma dramática, afinal, essa é minha intenção. – Serei a versão masculina de Julieta. Julius, eis o meu nome nessa história. O meu melhor amigo quer transar com a minha paixonite, mas há um problema: eu sou o desafio. – Rio baixinho e fico mais próximo dos dois. – Romeu foge junto com meu amigo, sem aviso e sem coisa do gênero. E no final? Os dois trepam e Julius encontra o casal homossexual. No final, entrega-os para à Igreja e vai até a execução de ambos. Antigamente, ser gay era um crime. – Sou tranquilo demais para essas situações, o que é perfeito e irritante. – Julius vai até a execução de Romeu e seu melhor amigo. Ele fica contente ao ouvir os gritos de ambos quando são jogados numa fogueira. – Rio e suspiro.

– O que quero dizer é: tomem cuidado ou vou foder com a vida de vocês. – Um sorriso maroto surge em meus lábios. – E Adryan, não me atrapalhe novamente. Voltemos para a caminhada, não? – Fico entre os dois novamente, cruzando os nossos braços. – O que fez depois de ter me abandonado, Ryan? – Puxo-os para outra caminhada. – Nem me deu um “tchau”. Com certeza estava super ocupado. – Reviro os olhos.


credits: dilso/trowlsenn @ Oops!

____________________


Hell Petrova

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {BB} - Nathaniel Sibley, Adryan Mudder & Hellioth Crawford

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum