VANDERWAAL, Ethan.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VANDERWAAL, Ethan.

Mensagem por Ethan Vanderwaal em Qua 29 Jul 2015 - 23:26


Ethan

─ Nome Completo:
Ethan Vanderwaal.

─ Idade:
16 Anos.

─ Escola:
Winterfield Academy.

─ Grupo:
Actors.

Personalidade:

Ethan  é um garoto bondoso e sentimental, que tende a ser gentil e compreensivo com todos a sua volta, principalmente com seu irmão, Adam, pois o considera a pessoa mais importante em sua vida. Por ter uma personalidade altruísta, sempre tenta ajudar os outros a resolver seus problemas, fazendo o possível para não ter que utilizar a violência, pois acredita que ela só serve para gerar ódio.
O garoto também é um pouco tímido, além de muito ingênuo e inocente, fazendo-o parecer inofensivo e facilmente manipulável, o que não deixa de ser verdade, pois geralmente coloca as vontades dos outros afrente das suas. Mas apesar de tudo, sabe distinguir o certo do errado, e faz tudo o que pode para evitar o sofrimento das pessoas que ama.
Por estar sempre tentando ajudar, se tornou alguém introvertido emocionalmente, achando que preocupar os outros com suas tristezas e frustrações é egoísmo de sua parte. A única pessoa para quem realmente consegue expressar seus sentimentos é Adam, tendo o costume de contá-lo todos os seus segredos.
No geral, é um garoto sonhador e inteligente, além de um companheiro leal, principalmente com os amigos, pois é muito paciente e adora fazê-los sorrir. Quando se apaixona, é para valer, sendo fiel aos seus sentimentos.
Ethan também tem o hábito de sempre tentar ver o lado bom das pessoas, mesmo que ele não pareça existir.


História:

Desde pequenos, Adam e Ethan foram criados e cuidados pelas empregadas da mansão Vanderwaal. Os seus pais não aguentavam cuidar dos seus filhos, e francamente, nem queriam. Uma das maiores perguntas que não tem respostas é: "Porque raio eles tiveram filhos?". Por outro lado, as empregadas cuidavam dos dois bebês como se fossem delas, fazendo com que nem tudo fosse péssimo.

Ethan, o mais novo, sempre foi mais calmo e discreto que seu irmão, preferindo passar seu tempo no quarto, estudando, desenhando ou até mesmo jogando videogame. Desde cedo demonstrou-se alguém sensível e sentimental, características que as empregadas julgavam como "fofas", mas que seus pais nem sequer notavam. O garoto realmente se esforçava para obter a atenção e o carinho dos mesmos, por menor que fosse, mas nunca tinha sucesso.

A ausência dos pais deixou marcas profundas na personalidade do garoto, mas também fez com que ele e o irmão contruíssem uma amizade extremamente forte e sólida, se tornando praticamente inseparáveis. Chegava a ser engraçado o quão bem os dois se davam, pois normalmente irmão brigam a todo instante durante a infância, o que não nunca aconteceu com eles. Quando começaram a estudar, o mais velho logo se enturmou com os alunos de sua classe, se tornando um dos mais populares de toda a escola. O mais novo, por outro lado, parecia ter dificuldades em se socializar e geralmente era encontrado sozinho, não tendo muitos amigos.

Os anos passaram e Ethan começou a demonstrar grande interesse pela fotografia, e pouco tempo depois ganhou sua primeira câmera, com a qual começou a praticar, apresentando muito talento. Era como se através da lente o garoto visse o mundo de outra forma, e podia transmitir isso para as fotos que tirava. Desde então seu maior hobbie era registrar tudo o que achava interessante, principalmente Adam, que sempre foi muito espontâneo e fotogênico, parecendo se divertir enquanto posava para as fotos.

As constantes brigas e desentendimentos dentro de casa causavam um enorme mal a Ethan, que na maior parte das vezes se escondia em seu quarto para chorar assim que ela começava. O garoto amava muito seus pais, mesmo que o sentimento pudesse não ser correspondido, e vê-los naquela situação era simplesmente horrível. E foi na época que ingressou no ensino médio que tudo piorou. Mesmo com todos os problemas pelos quais passava em casa, ainda passou a perceber que era um pouco "diferente" da maioria dos outros garotos. Ele não sentia atração pelas garotas como devia, mas sim por outros garotos, o que inicialmente o confundiu muito, fazendo-o se fechar cada vez mais. Milhares de coisas vinham à sua mente, dúvidas, medos e insertezas, sendo que a pior coisa que Ethan pensava era que seu irmão iria deixar de amá-lo.

Manteve seu segredo para si por algum tempo, e durante essa etapa de sua vida nunca se viu mais distante de Adam. Tinha medo de deixá-lo se aproximar, medo que ele percebesse e não reagisse bem. Definitivamente, se perdesse o irmão, desabaria, pois ele era a única pessoa que o fazia prosseguir. Quando era questionado sobre estar mal, negava e mudava de assunto, ou simplesmente ignorava, o que antes não era normal.

E naquele dia tudo mudou. Ethan estava completando dezesseis anos, e a mansão estava lotada de pessoas que sequer conhecia. O garoto estava completamente sobrecarredado, não estava mais suportando a pressão de guardar aquilo para si, queria poder contar para alguém, precisava fazer isso, mas temia pelo que pensariam. E então, no seu próprio aniversário, o loiro trancou-se no quarto e passou a deixar que as lágrimas rolassem pelo seu rosto. Pensamentos horríveis invadiam sua mente, não parava de acreditar que havia desapontado a todos, o que deixava tudo pior. Adam batia insistentemente na porta, chamando pelo seu nome enquanto o mesmo apenas chorava, ignorando-o por completo. Seus pais estavam enfurecidos, mas era perceptível que não se importavam nem um pouco com o que se passava com Ethan, apenas com o que os convidados pensariam sobre o garoto não aparecer em sua própria festa.

Algumas horas se passaram até que tudo parecia ter se acalmado, os convidados já haviam ido embora e o evento chegou ao fim. De repente a porta é arrombada pelo pai dos garotos, que fitava o menor com uma expressão de pura ira. Com os olhos enchados, o garoto apenas se encolheu em um canto, assustado enqunto o homem gritava com ele, dizendo que tiveram que inventar uma desculpa aos convidados, alegando que seu filho tinha ficado doente. Com certeza lhe daria uma surra. Sentiu os braços do irmão envolverem seu corpo e se aninhou nos mesmos, voltando a desabar em lágrimas, trêmulo e com o coração disparado.

Mesmo sendo muito calmo, Ethan por um momento se permite agir por impulso, e em prantos conta toda a verdade diante da família. O homem logo avança na direção do garoto, pronto para desferir um tapa em seu rosto, mas Adam se coloca entre ambos, recebendo o golpe. A mulher que se encontrava na porta, sua mãe, observava tudo sem dizer uma palavra, apenas os fitava com derprezo e nojo antes de se retirar. Então algo inesperado acontece, seu irmão também revelava-se homossexual, o que era uma boa netícia para Ethan, mas só aumentou a raiva do vosso pai, que naquela noite lhes deu a maior surra que já levaram.

No dia seguinte, os pais deles já os tinham inscrito numa escola militar bem longe deles, visto que estes moravam em Inglaterra. Assim Adam e Ethan chegaram a Winterfield Academy, sem sequer conhecer o continente, o país, a cidade, a escola, nada. Estavam completamente sozinhos naquele mundo. Bem, pelo menos tinham-se um ao outro.
"Together we can Change this World..."

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum