Lewis, Rachel

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Lewis, Rachel

Mensagem por Rachel Lewis em Sex 16 Out 2015 - 22:42


Rachel

─ Nome Completo:
Rachel Lewis

─ Idade:
18 anos

─ Escola:
Newtt McKinley High School

─ Grupo:
Cantores.

Personalidade:

Rachel é uma pessoa até 'simples' de se entender. A garota aparenta ser frágil como uma flor, porém tem uma força interior que supera qualquer limite. É uma "baixinha invocada", literalmente. Não mexa com alguém que ela ama se não quiser provar do seu lado mais estressado. Normalmente é doce e simpática com todos, e procura sempre não ter inimizades. Para ela, "quanto mais amigos, melhor!". É muito inteligente, tendo um Q.I. considerado acima da média, e um coração puro que se magoa com facilidade. Rachel é muito tranquila, fugindo de qualquer tipo de discussão, seja ela qual for. Tem um apetite voraz por livros e, porém também tem uma ligação sobrenatural com a música. Rachel nasceu com o incomum dom do canto, coisa que faz com um talento incrível, tanto que quer fazer esta a sua profissão. Também possui o dom da escrita, o que faz dela uma excelente compositora. No mais, gosta muito de se sentir livre - no sentido de não estar presa a nada nem ninguém - e também gosta de ter seus momentos de solidão para pensar.Rachel odeia mentiras mais que tudo na sua vida; Se mentir para ela, não dirija-a a palavra nunca mais.




História:

Nasci numa noite de outono no ano de 1997 na cidade de Toledo, Ohio. Meus pais não esperavam a minha chegada, mas, bem, quem disse que eles escolhiam não é mesmo? Ao menos ficaram felizes com a boa nova. Tive uma infância feliz e comum, mesma época em que descobri meu amor pela música. Desde cedo eu já cantava, e aos 08 anos de idade aprendi a tocar piano. Na pré-adolescência, aos 13 anos mais ou menos, teve meu primeiro contato com a minha futura sexualidade quando fui beijada pela minha melhor amiga. Na época, fiquei assustada e tentei rejeitar a ideia de que pudesse gostar de ambos os sexos, coisa que viria a ser aceita por mim mais tarde. Nesta época também experimentei um pouco de como o ser humano pode ser cruel: A história entre eu e minha melhor amiga 'vazou' para as outras pessoas do colégio que ambas estudávamos, e eu e ela sofremos agressão verbal e psicológica de pessoas que diziam ser nossos amigos. Meus pais me apoiaram na história toda, incluindo na parte sobre eu ser bissexual, e me tiraram daquela escola já na manhã seguinte. Com os pais de Melissa (minha amiga) foi diferente. Eles a mandaram para um colégio interno de freiras, e me proibiram de vê-la pelo resto das nossas vidas. Foi sem dúvidas a época mais triste da minha vida.
Porém dizem que toda tempestade precede um arco-íris, e assim foi comigo. Minha mãe recebeu uma oferta de trabalho irrecusável em Lima, Ohio, e na mesma semana nos mudamos. Foi assim que começou minha "era dourada". Já nos primeiros dias fiz amizade com colegas e professores, e fui aceita por quem eu era.
Hoje, aos 18 anos, minha Era Dourada continua. Nenhum acontecimento realmente triste sucedeu àquele último, e eu vivo uma das melhores épocas da minha vida: o último ano escolar. É também neste ano que começarei a procurar formas de tornar o meu sonho de trabalhar com música realidade, e também procuro o amor verdadeiro, seja ele quem for.
Finalmente, eu sou quem eu realmente sou.

"Deixe o seu sorriso mudar o mundo, mas não deixe o mundo mudar seu sorriso.".

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum