{CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Ghail C. Mudder em Qua 21 Out 2015 - 17:55

Nice to meet you.

A postagem ocorre entre Ghail C. Mudder e Tobias B. Chevalier e está fechada para qualquer um que não tenha sido convidado. Passando-se esta em 21/10/2015, no (a) Collins Avenue. O conteúdo é livre ou para maior de dezoito anos. A postagem está em andamento.
Uma volta pela cidade mais contemplada da Flórida não faz mal à ninguém, pelo contrário, faz até um bem grandioso para os que usufruem do dinheiro ganho no final do mês, porém, além disso fazer novas amizades é uma coisa ótima ao ver do jovem Ghail. Assim sempre pensou e esperava que fosse acontecer.

O céu está limpo, são 10:23 da manhã e a rua estava movimentada, as lojas e alguns bares pareciam exalar conversas entre amigos, parentes ou conhecidos, algo bem comum na cidade de Miami.

Membro incluso: Michael Currington Mudder

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Tobias B. Chevalier em Qua 21 Out 2015 - 18:43

a walk
-Tá bom, tá bom, não vou demorar. - Desliguei o celular enquanto andava rapidamente pela avenida. Não conseguia lembrar o porque de estar andando pela grande extensão da rua, apenas se lembrava que ia comprar algo. Coloquei o celular dentro do bolso esquerdo de qualquer jeito, passando a mão nos cabelos para ajeitá-los assim que o vento bateu. Parei, tentando lembrar o que pretendia fazer, puxando o celular mais uma vez e abrindo as anotações. Deveria comprar um par de sapatos novos, é claro. Guardou o celular novamente, colocando a mão no bolso traseiro ao procurar a carteira. Ouvia as pessoas conversando em volta enquanto tentava passar por elas sem esbarrar em alguma. Lembrava agora o motivo de ter ido ali: compraria sapatos novos para o Rugby, os meus estavam completamente gastos e inutilizáveis.

Senti o celular vibrar de novo, pensando o porque de tanto incômodo justamente naquele dia que tinha uma tarefa tão simples. Ignorei as chamadas, tentando me concentrar no caminho, mas parecia insistente. Peguei o celular mais uma vez, olhando para a tela dele por um segundo. Segundo suficiente para que eu esbarrasse em alguém. -Mas o quê... - Comecei a dizer antes de levantar o rosto para perceber o garoto em minha frente. Bloqueei o celular e guardei no bolso de novo, olhando para o garoto e coçando a cabeça. -Desculpa aí, eu tô meio distraído hoje. - Comecei as desculpas enquanto andava para fora do caminho dele, estreitando os lábios ao perceber que ele continuava parado. -Não deveria ficar parado aí no meio, vão acabar esbarrando em você igual eu fiz. - Segui a frase com um riso, logo estendendo a mão para ele. -Prazer, Tobias.

Não poderia negar que o olhar dele me chamava atenção e que a barba por fazer lhe dava um charme especial, mas apenas afastei isso da cabeça enquanto o celular recebia uma nova ligação. -Com licença. - Falei antes que ele continuasse sua apresentação, atendendo o telefonema. -Fica calmo, cara, daqui a pouco eu tô aí. Se você ficar me ligando toda hora eu não vou chegar na loja nunca! - Desliguei o telefone um pouco irritado, voltando a olhar para o garoto. -Desculpe por isso. Hmm... Você sabe onde tem uma loja de artigos esportivos por aqui? Hoje estou tão perdido que não lembro onde fica nem a minha cabeça direito. - Ri para ele tentando amenizar o clima que o telefona me causou, dando de ombros e indo ao lado dele. -Não lembro de ter te visto... Estuda na Universidade? - Tentava puxar assunto, pelo menos faria a mente ficar menos ocupada com os afazeres.
TAG: walk; SHIP: ....; NOTES: .... notes?;
coded by RESCUE RANGER ! of ATF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Ghail C. Mudder em Qui 22 Out 2015 - 20:04




Ops... I'm so sorry...


i'm not just waiting
i’m walking to find you
As ruas de Miami sempre foram as melhores para dar uma volta, sendo de carro ou a pé. As calçadas movimentadas por pessoas bonitas e o transito praticamente limpo, muito difícil se vê algum engarrafamento por aqui. Desde quando me mudei para cá me achei um residente da cidade, tudo bem que posso não ser tão metido a riquinho, algo que realmente eu detesto me parecer, mas não posso deixar de andar com umas roupas descoladas para se igualar ao meu jeito, descolado e bem "liberal". Cabe a você leitor pensar da maneira que quiser o que pode significar esse liberal.

- Eu já entendi, general, não é pra ficar fazendo festas na mansão... Tá, mas, eu acho que a pessoa que o senhor deveria comunicar sobre isso é ao Michael, não a mim. - estacionava meu Audi R8 price na cor branca enquanto o celular ficava sustentado pelo meu ombro contra meu ouvido. O apito do sensor de estacionamento alertou que já estava me aproximando de outro carro e lá vinha mais uma chamada de atenção. - Hein? Na..Não, isso é outro carro que está estacionando na minha frente, já estou do lado de fora apenas querendo desligar a ligação, general. - soltei uma risada e finalmente a gente se despedia.
Chamar meu pai de general era algo que fazia meu pai se sentir muito, apelido besta, mas enfim, pra quem chegou em tamanho patamar da hierarquia militar era algo de se orgulhar mesmo.

Sai do carro e ativei o alarme, estava caminhando enquanto guardava as chaves e meu aparelho celular, foi quando senti que uma trombada me fez tombar o corpo para o lado e assim deixando o molho de chaves cair.
- Uau! - olhei para o tal e no mesmo momento peguei o que tinha caído da minha mão e me levantei olhando para o outro içando a mão em um gesto pedindo desculpas.
O garoto era bem bonito e parecia também ter pedido desculpas, na verdade não ouvi muito o que ele havia dito, assim que nos esbarramos ele continuou andando, mas mesmo assim se virou e se redimiu. Eu acho que o culpado era eu, não?

Voltando ao planeta terra, em Miami, naquela rua em que eu estava pisquei algumas vezes saindo do meu transe mental e patético ouvindo ele se apresentar.
- Hã? Ah sim! - estendi minha mão para ele me apresentando. Mas por que diabos eu estava me apresentando para alguém no meio da rua?
"Deixa de ser retardado, Ghail, você sempre foi amistoso e isso não é mistério nenhum pra você" - eu ri nesse momento e mordi meu lábio inferior de leve, sacudi a cabeça e pigarreei.
- Sou Ghail, Ghail Mudder... Não vou falar meu nome do meio porque é meio complicado. - coloquei meu boné com a aba para trás e assenti com a cabeça de leve lhe mostrando meu sorriso simpático. E foi nesse instante que o celular do outro se mostrou em ativa nos fazendo desconectar os olhares.
- Tudo bem... - respondi quando ele pediu um momento.

Vamos lá, por parte, primeiro meu pai me liga enchendo minha cabeça, depois esbarro em um garoto que me chamou bastante a atenção e agora ele atende o telefone e não pude deixar de notar que ele estava atrasado para chegar na tal loja, será que ele era novo no trabalho? Náh, estava pedindo calma e ainda chamando a outra pessoa de cara, quem chamaria o chefe de cara? Ou o gerente? Bem, deixa pra lá...
- Fica tranquilo, parece que está atrasado, não quero interromper... - já estava me virando quando ele novamente puxava um assunto.
- Risos - Bem, tem a Authority Sports, The Athlete Sports e Runner's Co, mas a mais completa é a Authority que fica duas quadras daqui. - apontei na direção da loja. - Posso te levar lá, se quiser, assim não precisa se perder já que não sabe onde está. - ri novamente, mas agora de forma mais sutil.

Começamos a andar, não iria me custar nada caminhar com a companhia de alguém bonito e perdido (?) aos poucos o assunto ia mudando e conversávamos sobre nós.
- Não, não estudo lá, sou da Winterfield, jogo futebol lá e já estou no meu terceiro período, já sei aonde você estuda sem precisar perguntar... - o olhei de forma mais branda e continuei. - Sim, sou observador. Mania de jogador e pelo seu corpo, jeito e forma de expressão também deve ser jogador, acertei? - o sinal ficava vermelho para nós autorizando aos carros a fazerem a transição de uma rua para a outra.


Post: 001 // Tag: Tobias // Song: Boom Clap!
(c)

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Tobias B. Chevalier em Qui 22 Out 2015 - 21:24

a walk
Não sabia como reagir ao que acontecia, então continuei acompanhando Ghail. Mordi o interior da bochecha enquanto pensava cuidadosamente nas reações dele. Ghail parecia estar um pouco nervoso, mas não conseguia perceber muito bem o porque disso, mas após o "uau" que ele havia soltado, ou o olhar pensativo, a leve gagueira. Dei de ombros afastando isso da mente, talvez fosse só uma impressão. Meus passos se misturavam a muitos outros das pessoas que estavam a nossa volta, mas eu me concentrava apenas nos meus próprios e nos de Ghail. Ele citou algumas lojas para mim, e acabou por se oferecer para me levar até a Authority Sports. Acenei positivamente para ele com um sorriso no rosto. -É claro... A Authority. Aliás, não estou atrasado com nada, é só o Artie me enchendo o saco de novo... Ele consegue ser bem irritante as vezes. - Comentava enquanto aceitara caminhar com ele até a loja, duas quadras distantes. -Mas é claro que você pode me levar até lá, do jeito que estou hoje posso me perder no caminho. - Dei uma risada para ele enquanto começávamos a nos deslocar na direção da loja que eu conhecia, assim quando ele me lembrou dela. Felizmente não era sempre que poderíamos encontrar uma boa companhia, então não recusou ela de qualquer forma.

Logo Ghail começou a falar um pouco mais de si. Deixou claro que estudava em Winterfield, além de ser jogador de futebol. Aquilo explicava, então, as pernas torneadas dele, o corpo atlético e a pinta de jogador que ele tinha mesmo. Havia reparado um pouco nele, não mais que o necessário. O que me surpreendeu, na verdade, foi ele dizer que sabia onde eu estudava, tirando um sorriso envergonhado de mim enquanto sentia um pouco de sangue subir no rosto, e acabei coçando a cabeça, coisa que sempre fazia quando ficava envergonhado. -Eu... Como você sabia onde eu estudava? É tipo... Meio incomum. - Comentei enquanto esperávamos o sinal reabrir para nós. Olhava para um ponto fixo no chão no momento, não aprovando minha timidez repentina, algo que não acontecia com frequência. Ficava mais supreso quando ele dizia que imaginava que eu era jogador, o que me deixou um pouco mais surpreso. Olhei para ele, sua expressão parecia animada, então forcei um sorriso, o que não foi muito difícil. Logo em seguida acenei com a cabeça para ele, a voz saía lisa e firme. -Sim, jogo rugby. É um esporte que eu amo desde pequeno, sabe? - Respondi para ele, percebendo o sinal ficar verde para nós, então atravessamos a rua para ir até a próxima quadra.

Continuamos o caminho que agora parecia ter menos pessoas. Decidi continuar o assunto que parecia ficar cada vez melhor. Olhei para frente, observando a calçada para não cair antes de voltar a focar os olhos no garoto ao meu lado. -Na verdade é por isso que quero ir lá na Authority, tenho que comprar novas chuteiras pra mim e pro Arite, as nossas estão quase deploráveis. - Comentei com ele, afinal ele tinha que saber o porque ele estava me levando na loja, no final das contas. Nossos passos pareciam sincronizados agora. Pé esquerdo, pé direito. Era estranho mesmo que aquilo e incomodasse de certa forma, era curioso. Continuou naquele ritmo constante até chegar em um novo semáforo, este também estava com a luz vermelha para os pedestres. Já era possível ver a grande loja de artigos esportivos, então olhei novamente para Ghail. -Então, Ghail. O que fez você ajudar alguém tão aleatório a chegar em uma loja de esportes? Afinal, já tinha me dado a instrução de como chegar, não? - Reparava um pouco melhor nele agora, então coloquei as mãos nos bolsos, sentindo o celular em um deles e o molho de chaves no outro.
TAG: walk; SHIP: ....; NOTES: .... notes?;
coded by RESCUE RANGER ! of ATF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Ghail C. Mudder em Qui 22 Out 2015 - 22:17




Ops... I'm so sorry...


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Okay, quem ser Artie? Tudo bem, não é da minha conta saber quem é esse tal de Artie e que bom, ele não esta atrasado pra trabalho nenhum o que tira um pouco a pressa da minha cabeça e podemos caminhar mais calmos sem ter que se preocupar com a hora... Mas quem diabos é Artie?
"Querido consciente, isso não é da minha conta, então, se puder parar de tentar desviar o assunto que esta se passando aqui e agora entre mim e o Tobias eu juro que farei você receber mensagens subliminares da internet do site da Disney, com amor, eu mesmo."

Atravessamos a rua continuando o papo, olhava algumas vezes para frente é claro, não queria me esbarrar em ninguém, voltava a olhar para ele ouvindo suas palavras com toda a atenção. Meu celular vibrou e o peguei vendo que eram apenas notificações, revirei os olhos, às vezes era bom sair um pouco daquela vida virtual e eu sou uma das poucas pessoas que tem isso em mente.
- Perdão, pensei que era o general... - olhei pra ele pressionando meus lábios e sorri. - Chamo meu pai de general, mas que seja... - guardei o aparelho de volta no bolso e continuei a conversa. - Então você ama Hugby? Já joguei algumas vezes, não sou muito bom, futebol é mais minha praia, meu irmão que sabe jogar muito bem.
Passava a bola novamente para que ele falasse voltando a olhar para o caminho que nós seguíamos. Estava quase chegando no local e muito em breve o nosso papo poderia ser interrompido, mas eu queria isso? Por que estava me interessando tanto por aquela conversa e por estar ao lado daquele garoto? Eu hein... Destino, por favor, não me vá pregar peças nessa altura do campeonato.

Novamente ele mencionava o nome Artie e no mesmo momento aquela maldita pergunta saiu de forma espontânea e inocente.
- Quem é Artie? - olhei para ele franzindo o cenho. - Nossa... Me desculpa, não queria ser tão entrujão assim na sua vida. Falha minha. - passei a mão no rosto sentindo minha pele esquentar nas bochechas, respirei suavemente e mordi meu lábio inferior de leve o soltando logo em seguida.
- Fique à vontade pra responder, sério, não é da minha conta.. - tentar se redimir nessa altura do campeonato é praticamente pedir pra ser deixado naquela calçada sozinho sem explicações e até mesmo sem uma despedida simples.

Rimos, vamos ser sinceros, nós rimos com minha doideira de pedir desculpas e tals, mas pelo menos ele levou na esportiva e assim deixamos aquilo de lado parando já de frente a loja que ele havia pedido.
- Seguinte, na verdade eu estava de bobeira na rua, ia caminhar e entrar em algumas lojas também para ver o que iria comprar, sei lá, estou morando com meu irmão e meu primo, me sinto mais responsável que eles dois juntos. Compras para abastecer a dispensa, alguns móveis para modernizar a casa em que vamos ficar e claro, meu irmão pediu para comprar o Play quatro dele, como não temos isso na casa de cá e ele é um viciado ai me esbarrei em você e vi uma oportunidade de ficar mais um pouco aqui fora. Sem compromisso.
Terminei voltando a me questionar, havia falado demais e dado muita explicação, será que ele iria pensar que a satisfação tivesse sido exagerada? Cara, como sou problemático querendo tentar adivinhar o que as pessoas possam estar pensando de mim.


Post: 002 // Tag: Tobias // Song: Boom Clap!
(c)

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Tobias B. Chevalier em Sex 23 Out 2015 - 9:45

a walk
Ghail pegou seu celular enquanto eu observava meticulosamente. Ele olhou para a tela e apenas revirou os olhos e citou achando que era o "general", vulgo seu pai. Não pude deixar de soltar uma risada enquanto nossos passos continuavam por toda a extensão da avenida. -Você chama seu pai de general? Ele é tão rígido assim com você? - Realmente estava curioso. Por fim ele citava que tentara jogar rugby, mas preferia de longe o futebol. -Mas rugby tem a sua magia, sabe? Acho que deve ser igual o futebol é pra você. Perguntava se era impressão minha ou Ghail estava diminuindo um pouco a velocidade do passo. Ele trocava o olhar entre eu e a loja, e aquilo me deixava um pouco mais envergonhado, em um bom sentido, é claro. Bati o dedo no molho de chaves enquanto ainda caminhávamos, desta vez lentamente, deixava minhas mãos dentro do bolso para não mostrar os dedos inquietos, mas provavelmente ele conseguia ver sobre o bolso ou o barulho das chaves se batendo uma contra a outra. Meus olhos analisavam ele novamente, mas eu insistia em desviar o olhar. Mordi o interior da boca mais uma vez antes de me surpreender com o que ele havia perguntado.

Sua pergunta foi direta, e aquilo fez eu franzir o cenho. Analisava o pedido de desculpas dele enquanto ele passava a mão sobre o rosto que começava a ficar vermelho. Ele mordeu seu lábio, talvez com um pouco mais de força do que queria, já que ele ficara um pouco mais vermelho. Uma pausa antes de novamente ele tentar se redimir. -Não... Sem problemas. Acho que você só foi um pouco direto, nada de mais. Deixa eu ver... - Peguei o celular e religuei o aparelho, procurando uma foto minha com Arthur. Assim que encontrei mostrei para ele a imagem com duas pessoas exatamente iguais, ambas com uniformes de rugby com um grande sorriso no rosto. -Tá vendo esse aí na direita? Então, ele é o Arthur, ou Artie, meu irmão. - Aquilo tudo foi seguido de uma grande risada. Mas a pergunta que não queria calar era: por que a vontade de saber tanto quem Artie era? Aquilo era curioso, e agora ele sabia que Arthur era nada mais que meu irmão gêmeo. Voltei o celular para o bolso seu ao menos ler as dezenas de mensagens que havia recebido dele, algumas vezes ele me tirava do sério de propósito. Estalei a língua no céu da boca quando percebi que a loja já estava na nossa frente.

Havia achado um pouco engraçado ele dar tantas informações para alguém que era desconhecido... Bem, não completamente, já que ele me conhecia. Eçe explicou sobre querer decorar a casa, comprar um videogame, então acenei positivamente com a cabeça. Ouvi atentamente a parte que ele falou sobre esbarrar em mim e senti o rosto esquentar mais uma vez, coçando a cabeça logo em seguida. -Isso foi bem legal. - Comentei para ele, estendendo a mão novamente. -Muito obrigado pela companhia. - Sequer me virei para me afastar, continuando com o olhar fixo nele, apontando para a loja. -Então... Não sei se é pedir demais, mas... você me acompanharia nas compras? É que quem geralmente compra as chuteiras é meu irmão e... Não sei muito bem qual escolher. - Comecei a falar para ele, um sorriso formado no rosto. -Bem... E então? - Era legal encontrar alguém na rua e descobrir que essa pessoa realmente não era simplesmente só mais alguém que passava falando desculpas ou ao menos isso falava, se perdendo novamente em poucos minutos no mar de pessoas. Não tinha certeza se Ghail me acompanharia, mas virei os pés e comecei a caminhar em direção a porta da loja, pronto para entrar nela. -Vamos lá, Ghail. - Soltei logo antes de passar o pé para dentro do lugar.
TAG: walk; SHIP: ....; NOTES: .... notes?;
coded by RESCUE RANGER ! of ATF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Ghail C. Mudder em Seg 26 Out 2015 - 13:07




Ops... I'm so sorry...


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Ele se aproximou e mostrou então quem era o tal famoso Artie, foi nesse momento em que tive a vontade de cavar um buraco no chão e me enfiar lá dentro passando uns bons anos até ter a coragem de voltar a olhar pra ele, mas não, me mantive de aparência calma e branda, me socando mentalmente.
- Vocês são parecidos, bem legal isso... - olhei para a foto e depois para Tobias pigarreando tentando não me fazer parecer mais ridículo do que eu já estava.
Realmente era péssimo esse meu habito de querer saber quem eram as pessoas alheias mesmo elas não tendo nada haver comigo. Uma sisma idiota que me fazia ficar com cara de idiota diante das pessoas, mas já que ele então levou na esportiva era só deixar passar.

A loja estava bem a nossa frente, tinha feito meu trabalho em acompanhá-lo como havia prometido que iria fazer, paramos de frente um para o outro e assim lhe mostrei um sorriso meio amarelo, ainda sem graça pelo ocorrido alguns minutos atrás e assim estendi minha mão para ele no mesmo instante que ele fazia a ação de agradecimento.
- Eu que agradeço por me fazer ter mais um tempo na rua, melhor que voltar pra casa cedo e ficar fritando a cabeça com nada. - soltei sua mão e a mergulhei dentro do bolso da minha calça.

Já prestes a me virar reparei que o outro continuou a ficar olhando para mim, inclinei minha cabeça para o lado e franzi a testa.
- Aconteceu algo? - curioso eu perguntei esperando ele responder, o que não demorou muito.
Levei minha mão solta para trás da cabeça e esbocei uma felicidade realmente clara.
- Nossa, é claro que eu topo, você mais uma vez salvando minha tarde, bom que posso comprar meus meiões que iria encomendar pela internet. Vamos lá... - comecei acompanhá-lo vendo que ele já adentrava a loja e assim fomos para a parte interna da grande Authority.

Com a cesta em mãos já tinha posto meus quatro meiões e um par de caneleiras, caminhava com Tobias indo para a sessão de calçados, lá iriamos procurar as chuteiras. Conversávamos mais um pouco sobre nós. Tobias estava no último ano da escola que estudava e eu também, porém, suas notas já haviam sido fechadas lhe dando a liberdade e a Universidade de Miami ganhava assim um membro para a Instituição.
- Poxa, eu me inscrevi pra lá, sei que logo irei passar, por isso arrisquei fazer a prova, mas ainda não chegou a minha resposta.
Paramos na entrada da sessão de calçados e então olhamos para os produtos vendo alguns modelos muito legais e outros irados.
- Já digo que as minhas cores preferidas são vermelhos, pretas e azuis, podendo ser cores predominantes ou com maior parte do produto domada por elas, então, seria muito inconveniente dizer que aquela ali seria perfeita, vá pela opção do gosto de seu irmão e da sua...
Olhei pra ele levando meu sorriso ao canto e sendo sincero com minhas palavras ditas.


Post: 004 // Tag: Tobias // Song: Boom Clap!
(c)

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Tobias B. Chevalier em Seg 26 Out 2015 - 13:51

a walk
Mordi o interior da boca um pouco envergonhado. Andava lentamente percebendo que Ghail era uma ótima companhia. Contemplei os materiais que ele colocava dentro de sua cesta. -Felizmente esse ano é o último no colegial. Notas fechadas, agora que venha a universidade! - Sorri para ele, dando uma piscadela. Não sabia o porque de ter feito aquilo, mas apenas desviei o olhar rindo para mim mesmo, olhando finalmente para o conteúdo da cesta dele, de verdade. Quatro meiões, dois pares diferentes, um par de caneleiras que pareciam fortes o suficientes para aguentar o tranco de chutes. -Vai pra lá também, né? Vai ser ótimo ter alguém lá... Que eu conheço. - Disse, coçando a cabeça mais uma vez antes de perceber que nos aproximávamos da parte de calçados da loja. Meus passos ficaram um pouco mais lentos enquanto eu quase batia meu braço do de Ghail, olhando para as prateleiras, um pouco desatento. Não sabia muito sobre chuteiras, apenas que elas eram necessárias. Conhecia algumas poucas, mas a variedade na loja era grande. Parei com ele na frente de uma das prateleiras, coçando os olhos antes de tentar decifrar algumas marcas e desenhos.

Logo Ghail citou suas cores favoritas, fazendo uma risada sair da minha garganta. Olhei para ele, mordendo o lábio inferior, puxando um pouco para dentro da boca. Estalei os lábios, esticando os braços para um par. Estas eram vermelhas com detalhes pretos, assim como o solado, com algumas tiras vermelhas nele. Coloquei na frente de seu rosto, rindo baixo. -Além de tudo você tem bom gosto? Ainda bem que esbarramos na rua, então. - Pisquei novamente, pegando ele pelo braço e carregando até alguns assentos que estavam ali para que pudessemos experimentar os sapatos. Retirei meus sapatos pretos, abrindo calmamente os cadarços de um dos pés da chuteira. -Estas me parecem ótimas... Vou comprar um par igual pro Artie, só que preta e azul, o que acha? - Encaixei o pé dentro da chuteira, amarrando logo em seguida e levantando, dando uma volta em volta de Ghail dando uma risada. -Vou acabar comprando um par extra, pra dar de presente. Aceita? - Ergui as sobrancelhas para ele, um sorriso no rosto acompanhava a oferta. -Aa, vamos lá! É o mínimo que posso fazer por ter me oferecido sua companhia. - Peguei o par que havia experimentado e um igualmente vermelho e coloquei na cesta, assim como um par azul.

Continuamos dando algumas voltas, minha cabeça parecia estar meio aleatória, mas ela voltou quando percebi que acabamos entrando na área de natação. -Obrigado pela sugestão da chuteira, realmente achei perfeita. - Disse, parando na frente de uma malha para surfe. -Sabia que algumas vezes eu penso em tentar fazer natação? Parece ser um esporte interessante, além de que podemos ver coisas divertidas nele. - Dei uma risada, coçando a cabeça novamente. -Bom, depende do que cada um considera divertido, é claro. - Soltei a última frase voltando a andar lentamente, percebendo as malhas, sungas, shortes, óculos e os mais diversos objetos para natação. -Mas rugby é o meu amor, assim como o futebol deve ser para você. O que acha que faria se não fosse um excelente jogador de futebol igual deve ser. Jogadores com seu porte costumam ser muito bons.- Dei um pequeno murro fraco em seu braço, rindo em seguida. -É sério... - Completei, parando novamente, desta vez na frente de pés de pato.
TAG: walk; SHIP: ....; NOTES: .... notes?;
coded by RESCUE RANGER ! of ATF

____________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Ghail C. Mudder em Ter 27 Out 2015 - 7:37




Ops... I'm so sorry...


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Fiquei observando mais modelos de chuteiras enquanto ouvia Tobias comentar sobre eu ter bom gosto, cara, na mesma hora olhei pra ele e senti meu rosto ficar meio quente e já me vi sem graça de novo. Abri um sorriso e dei um leve empurrãozinho de ombro brincando com o outro.
- Para, você gosta de me deixar sem jeito... - dei uma risada de leve.
Depois de ter dito minhas cores ele justamente pegava uma chuteira vermelha com detalhes em preto, me puxou e a calçou para experimentar, minha expressão logo de cara aprovou o produto escolhido e não pude deixar de notar novamente sua brincadeira comigo.
- Ficou perfeito, já pode pegar aquela azul mesmo para seu irmão e ser feliz com a felicidade dele.- Voltou para pegar a outra e de quebra me ofereceu uma que seria parecido com a dele.

- Por favor, não, não precisa... - ele insistiu querendo ser grato com a minha companhia. - A sua também está sendo ótima, estamos quites é serio, não... - era tarde, ele já tinha posto a chuteira na cesta e assim me carregou novamente pela loja.
Enquanto caminhávamos novamente voltei na história da universidade.
- Eu quero muito entrar lá, só preciso saber se consegui a vaga, é muito competitivo estudar por aqui, não sou cem por cento, entende?
Me silenciei e suspirei. Seria realmente muito hilário estudar com alguém que conheci na rua de uma forma inusitada e sem compromisso. Tobias estava sendo até mesmo melhor do que um irmão.

Entramos agora no estande de natação, esportes aquáticos no geral, nosso papo fluía tão bem que nem se quer me preocupei com a hora, nem mesmo com o ataque de histeria do meu irmão. Ouvi ele mais uma vez agradecendo pela opinião das chuteiras o que me ruborizou um pouco de novo.
- Que isso, apenas falei o que ficaria melhor ao meu gosto, você que o seguiu. - risos.
Paramos de frente do manequim usando uma malha de surf.
- Você tem um porte para natação, só acho que seria perigoso mostrar seu corpo apenas de sunga para muitas pessoas... - "bang, dei meu tiro certo na cara de pau" - Mas o que! - dei um tapa na boca rindo da doideira que havia dito.
- Minha sinceridade as vezes me surpreende, na moral.- falei comigo mesmo, mas podia ser audível para a pessoa do meu lado.

Tentando me recuperar voltamos ao Rugby e ao futebol, graças à Deus.
- Não sou um Messi, mas posso chegar lá, obrigado por me achar um ótimo jogador. Você obviamente também deve ser um excelente jogador de Rugby. - senti o soco de leve e me inclinei de leve para trás chegando agora perto dos pés de pato, nesse instante meu celular vibrou e logo fechei meus olhos...
- Droga!
Mexi no bolso e lá estava a imagem da cara do meu irmão estampada no display do celular. Levantei meu indicador pedindo um minuto para Tobias e me afastei sutilmente atendendo o telefone.
- Já comprei, Michael. Estou comprando agora meus meiões e já estou indo pra casa... - revirei os olhos ouvindo os sermões dele. - Cara, fica de boa, sei me cuidar, já sou de maior, obrigado e de nada. - desliguei no mesmo instante e voltei para perto do loiro.

Me posicionei no seu lado e fiz uma expressão meio chata.
- Meu irmão, já está me enchendo o saco e nem se quer percebi que fiquei quase três horas e meia na rua. - até eu havia tomado um susto quando ele havia me dito a hora. - Já podemos ir para o caixa então ou precisa de mais alguma coisa? - perguntei esperançoso de que ele fosse dizer que sim, de que precisava de algo.


Post: 005 // Tag: Tobias // Song: xxx
(c)

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Tobias B. Chevalier em Ter 27 Out 2015 - 10:29

a walk
Ghail enrusbecia enquanto eu oferecia os sapatos para ele, tirando um sorriso meu. Logo ele voltou à história da Universidade, falando que queria conseguir entrar lá, mas não tinha certeza se conseguiria. -Claro que você vai conseguir, não duvido disso nem um pouco. - Ele disse sobre eu ter escolhido a chuteira, tirando um riso sem graça de mim, o que fez eu coçar mais uma vez a cabeça. -Oras... Você tem um gosto muito bom, é isso... - Mas o que me chamou atenção foi o comentário que ele fez sobre a natação. Ele deu um tapa na própria boca em seguida, tirando um riso baixo meu, criticando a própria sinceridade. Segurei a barra da minha camiseta e levantei, dando um tapinha no abdômen. -Acho que perigo não seria, já que estou em forma. Mas seria interessante dar uma olhada nos outros. Você deveria fazer natação, o que acha? - Ok, agora acho que eu havia falado um pouco demais. Limpei a garganta quando abaixei novamente a camiseta. eu estava um pouco impaciente, mas não da maneira ruim, apenas da maneira que não era perceptível ao tempo e às coisas que aconteciam a nossa volta. Sim, nossa, minha e de Ghail.

Voltamos aos nossos esportes, ele me elogiando sobre ser um bom jogador de rugby, fazendo meu rosto corar. -Mas... Claro que não, meu irmão é melhor que eu. E uma coisa do Messi você já tem. - Pisquei para ele, deixando que ele entendesse o que quisesse. -Mas o que eu queria mesmo... - Minha fala foi interrompida por um "droga" soltado por Ghail, achando que eu tivesse acabado com uma amizade potencial. Logo ele mexeu em seus bolsos, retirando o celular. Levantou o indicador para mim pedindo um tempo e se afastou um pouco, ficando longe, mas o suficiente para que eu ouvisse ele falar um nome. "Michael". Senti provavelmente do mesmo jeito que ele ao ouvir o nome do meu irmão. Não demorou muito para que ele voltasse, e antes que eu perguntasse quem era este Michael, ele me disse que era seu irmão, fazendo eu soltar o ar que havia segurado. Ouvi também que passávamos muito tempo na loja, peguei meu celular para conferir. -Três horas! Caramba! - Disse, desbloqueando e abrindo o Facebook rapidamente.

"Quando a companhia tem tudo que você admira, o tempo passa voando!" - O post foi enviado antes que eu guardasse o celular novamente dentro do bolso. Ouvi a pergunta dele, pensando que realmente não queria me afastar dele tão rapidamente. -Hmm... Vamos dar uma olhada, acho que estou esquecendo de algo. - Comentei recomeçando o andar. -Pelo menos espero que sim. - Pensei alto, o que acontecia algumas vezes. Esperava que ele não tivesse ouvido o sussurro, o que era praticamente impossível, já que a cada novo passo ele parecia estar mais próximo de mim. Decidi esperar apenas qualquer reação dele, o que provavelmente não demoraria enquanto esbarrava o braço no dele. -Aa... Me... Me desculpe por isso. Hmm... - Fiquei vermelho novamente, coçando a cabeça. Limpei a garganta antes de continuar os passos lentos.
TAG: walk; SHIP: ....; NOTES: .... notes?;
coded by RESCUE RANGER ! of ATF

____________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Ghail C. Mudder em Qua 28 Out 2015 - 12:14




Ops... I'm so sorry...


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Ovir aquela resposta me foi de um alivio imenso, não iria suportar chegar em casa e ter de ficar ouvindo sermões do meu irmão que já estava estressado no telefone. Poderia considerar Tobias como meu salvador? Ri pra mim mesmo e então começamos a seguir pela loja novamente olhando as sessões procurando pelo o que ele havia esquecido. Não pude deixar de comentar sobre a surpresa dele com o tempo que havíamos passado juntos.
- Realmente, a hora passa e a gente nem vê. - disse em tom baixo e calmo.
Enquanto ele olhava pegava meu celular e olhava minhas notificações nas redes sociais, só no whats app tinham dez mensagens de Michael, preferi não abrir. Abri meu face e digitei a minha atualização:
"Destino seu feio, como ousa tentar me afastar da pessoa que acabou de colocar no meu caminho? :@"
Senti um esbarrão de leve em meu braço e desliguei o display do celular olhando para Tobias rindo ouvindo ele se desculpa.
- Não precisa, eu estava distraído, também.

Ficamos acho que mais uns dez minutos rodando a Authority e nada dele lembrar o que era, mas enquanto isso conversávamos mais um pouco sobre nossas vidas loucas:
- Meu irmão é gerente da empresa do meu pai, trabalha com administração dos sócios, a própria Authority tem uma socialização com ela, mas é algo pequeno. - falava enquanto olhava para ele sorridente.
- E você, conte-me um pouco da sua história, fiquei curioso em saber. - risos.
Fiquei ouvindo então ele começar a falar sobre si, nada melhor que estar ao lado de alguém que te passava uma energia boa fazendo esquecer do mundo lá fora.


Post: 007 // Tag: Tobias // Song: Feels like coming home
(c)

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Tobias B. Chevalier em Qui 29 Out 2015 - 10:46

a walk
Eu apenas enrolava o tempo para ficar conversando com Ghail, mesmo que o assunto acabasse aos poucos. Ele pediu para eu falar um pouco da minha história, logo após ele falar de seu pai mais uma vez. Isso significava que seu pai era rico? Provavelmente. Limpei a garganta antes de continuar. -Bom, não tenho muita coisa pra falar, a maioria você já sabe. Eu sou Tobias, tenho dezenove anos, eu já estou formado na Newtt, vou pra U.M., sou jogador de rugby e tenho um irmão gêmeo, Arthur, que eu chamo de Artie. - Encaminhava-nos agora para os caixas, talvez o tempo tivesse realmente passado muito rápido, mas provavelmente Ghail precisasse fazer algo, ele checava o próprio celular algumas vezes. -Vou pagar essas coisas... Acho que não vou lembrar o que procurava. - Sorri para ele enquanto seguiamos o caminho que havíamos feito, porém ao contrário. Demoraria não mais que alguns minutos para estarmos na entrada novamente.

Logo estávamos na fila do caixa, ele logo atrás de mim. Coloquei a cesta sobre o balcão enquanto a mulher perguntava a forma de pagamento. -Cartão de crédito. Estas chuteiras são para presente, por favor. - Tirei elas enquanto a mulher fazia um pacote. Entreguei o cartão e digitei a senha, virando para olhar para Ghail. -Qualquer dia desses podemos marcar de ir em algum bar, tomar uma cerveja ou qualquer coisa. - Voltei a olhar para a moça, pegando as duas sacolas e o recibo. Passei e deixei Ghail pagar suas compras. -Se quiser tomar um sorvete também, a qualquer momento, contanto que tenha que resolver o que tem para agora. - Dei uma risada boba para ele, indicando o bolso dele com um movimento de cabeça sutil. -Parece que alguém quer muito falar com você. Vamos lá, não deixe sua namorada esperando. - Pisquei para ele mais uma vez, esperando ele pegar a própria sacola.

A sacola que estava com o embrulho estava separada das demais, então segurei ela com a mão esquerda e estendi para ele, o rosto enrusbecendo um pouco mais. -Aí está, como eu prometi. Um presente meu pra você, é o mínimo que posso fazer. - Disse em um tom um pouco mais baixo enquanto nossos passos guiavam nossos corpos para fora da loja. O sol começava a abaixar enquanto eu colocava a mão livre no bolso. -E agora, pretende fazer algo? Se sim acho que irei pra minha casa, Artie deve estar querendo me matar. - Disse em meio alguns risos para ele.
TAG: walk; SHIP: ....; NOTES: .... notes?;
coded by RESCUE RANGER ! of ATF

____________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Michael C. Mudder em Qui 29 Out 2015 - 12:36

Tell me something...
Minha cabeça já não estava mais conseguindo se concentrar no serviço que eu tinha que fazer. Organizar os contratos dos sócios da empresa da família era cansativo e era o meu serviço, sem contar que cuidar de dois adolescentes mesmo tendo a idade de um adulto triplicava ainda o meu peso me fazendo parar que eu estava em uma academia levantando uns cem quilos em cada braço? Algo assim.
Minhas mensagens para Ghail não eram respondidas após a minha ligação, aquele garoto me tirava do sério de vez em quando, eu tinha vontade de mandá-lo para uma instituição integral podendo ter apenas algumas horas de sono para depois voltar a trabalhar como eu trabalho, claro que ele iria ter suas horas de lazer com os intervalos, diferente de mim que só tenho apenas duas horas de almoço, mesmo estando trabalhando em casa.

Peguei mais uma vez meu celular olhando para ver se Ghail tinha visualizado as mensagens no Whats App e nada, revirei os olhos e dei um leve soco na mesa me levantando. Pra ele me fazer sair do escritório de casa e ter de ir atrás dele é porque ele queria arrumar uma confusão e justamente hoje que minha cabeça estava no maior estresse com o tanto de contratos que eu tinha que ver.
- Você me paga, moleque... - resmunguei pra mim mesmo pegando minhas chaves e saindo apartamento indo direto para a localidade que ele estava. Realmente hoje em dia as redes sociais tem várias funções e uma delas era informar aonde seus usuários estavam.

Olhei sua última atualização e vi que ainda se encontrava na Authority, apertei com força o acelerador do Lamborghini Gallardo LP 570-4 na cor branca e cantei pneu saindo da garagem. Dirigia de forma controlada nas ruas mesmo querendo colocar fogo na pista para achá-lo ainda lá. Faltando mais alguns quarteirões parei no sinal vermelho e olhei o relógio, uma risada debochada saiu de mim e então minha cabeça balançou de forma negando aquela situação, desnecessária praticamente.
- Dei duas horas, ele me passa quatro perambulando por ai... - segurei firme no volante e olhei fixadamente para a reta que tinha de frente a mim, o sinal abriu e então voltei a cantar pneu correndo agora um pouco mais acima do pedido na via.

Estacionei o automóvel na parte externa do estacionamento da loja e ativei o alarme caminhando em direção a entrada e saída da loja, parei uns cinco metros afastado e peguei meu celular ligando novamente para Ghail e então não era atendido mais uma vez, pressionei meu maxilar engolindo aquela raiva que me consumia e só fiquei aguardando ele sair da loja.
Passados cinco minutos ele saia com mais alguém, não conhecia o indivíduo o que me deu mais ênfase de envergonhá-lo na frente do tal.
- Até quando você vai ficar rejeitando minhas ligações, garoto!? - pela forma que eu estava com certeza o "amigo" do meu irmão iria pensar que eu era na verdade o pai dele, isso se ele não já tivesse contado sobre mim. O que era mais óbvio de ter acontecido.
Minhas roupas pelo menos estavam apresentáveis, calça jeans, sapato social preto, camisa também preta em gola "V" uma jaqueta de couro da Diesel Black Gold.


▲▼


____________________

From my hands of the winter...the queen for the darkness not accepted..you loved.

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Ghail C. Mudder em Ter 3 Nov 2015 - 16:05




Ops... I'm so sorry...


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Fiquei o encarando enquanto se apresentava de forma mais formal me dizendo seu nome, sua formação escolar, coisas comuns de todo o primeiro encontro, juro que pensei em rir com a forma que ele dizia aquelas coisas, mas apenas abri um sorriso bem singelo vendo aquilo como uma brincadeira boba que ele fazia para descontrair o vago espaço que deixei sem dizer nenhuma palavra apenas o olhando hipnotizado por seus olhos e sua boca que movia os lábios desenhando cada letra que emitia deles.
- Tem certeza que não quer tentar lembrar? Posso ficar mais uns minutos... - nesse momento senti meu celular vibrar, porém, não dei atenção sabendo que poderia ser meu irmão enchendo a merda do meu saco.
Ele preferiu seguir para fila do caixa e assim fomos, me repreendi por tentar o ficar mais um pouco tendo que me controlar para não expor muito minhas emoções novamente.

Chegado a sua vez de passar as coisas começamos um novo diálogo para não termos que aturar aquele silêncio ensurdecedor em nossa volta.
- Por mim seria uma ótima sair novamente com uma companhia boa como a sua... - a mulher do caixa passava a chuteira olhando de forma curiosa para nós dois depois do que eu havia respondido.
- Cara, eu sinceramente preferia que nossa cerveja fosse até agora, por mim cairia muito bem neste calor que faz aqui... - passava minhas compras enquanto ria da minha resposta sentindo novamente aquele olhar curioso da mulher do caixa sobre nós.
- Quanto a minha namorada me ligar, acho que seria muito difícil, já que eu gosto mais de garotos. - respondi para quebrar logo de vez aquela curiosidade fútil da outra.
- Aqui está meu cartão. - assim que entreguei para ela continha um selo que só os sócios continham pranchado no canto direito da logomarca da loja.
A jovem se assustou quando viu que não era qualquer cliente e pigarreou sorrindo de imediato para mim tentando não demonstrar constrangimento após o minha revelação "bombástica".

Peguei minhas compras e assim prossegui junto com Tobias para fora do estabelecimento. A forma fofa como ele parou e me entregou o presente dizendo aquelas palavras me fez derreter todo por dentro, como eu poderia ser tão tapado em não comprar algo para ele também? Na verdade poderia até ter pago as contas dele, já que não tinha limites em meu cartão, como membro sócio da empresa.
- Sério, se eu pudesse iria negar, mas como foi de tão bom agrado seu querer me dar eu aceito e fico lisonjeado pela sua companhia também...- rimos juntos e novamente ele se pronunciou.
- Bem, se seu irmão está querendo te matar imagina então o meu. - abaixei a cabeça dando de ombro quando ouvi uma voz grave e bem alterada de fundo depois da minha.

Arregalei os olhos e de frente pude ver o diabo praticamente moldado na forma de Michael.
- Puta merda... - disse de forma baixa vendo ele vir em minha direção. - Michael, olha, eu já estava indo embora como você pode ver, pra quê esse escândalo todo? - olhei para Tobias meio envergonhado pela cena desnecessária do mais velho.
- Tobias esse é Michael, o meu irmão... - os apresentei sem olhar para o loiro encarando os olhos verdes de Michael sem medo do outro.


Post: 008 // Tag: Tobias and Michael // Song: Hello
(c)

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Tobias B. Chevalier em Qua 4 Nov 2015 - 14:33

a walk
A situação que se transcorria parecia ser incômoda para Ghail, mas certamente era curiosa para mim. Um homem muito bonito se aproximava de nós, mas certamente estava irritado. Cocei minha cabeça pensando em como reagir àquilo, ouvindo cuidadosamente as palavras de Michael e de Ghail. Logo que Ghail nos apresentou, estendi a mão para ele em um sorriso fraco, tentando ser simpático. -Então você é o Michael? Muito prazer, eu sou o Tobias. - Esperava que ele me cumprimentasse, mantendo o sorriso firme no rosto. -Olha, acho que a culpa é minha do seu irmão ter demorado... Eu estava meio perdido e ele me ajudou a encontrar a loja aqui. - Apontei com o polegar para trás, dando de ombros em seguida. -Não queria causar nenhum problema. - Procurei novamente os olhos de Ghail, dando um sorriso triste. -Desculpe qualquer coisa. - Prossegui com cuidado, passando os olhos do belo amigo para seu belo irmão. -Se tiver qualquer coisa que eu possa fazer para me desculpar, pode me dizer. - Completei com um aceno de cabeça, antes de voltar meus pensamentos para o que havia acontecido há pouco.

"Já que eu gosto mais de garotos." Aquilo ecoava em minha mente, deixando eu com um sorriso no rosto, como se tivesse sido hipnotizado por aquilo. Limpei a garganta, fazendo algum som que sequer eu entendi o que era, então prossegui. -Eu... Pretendia ir a outro lugar agora, chamei Ghail pra me acompanhar. Se importa, Michael? - Torcia mentalmente para que ele dissesse que não e que poderíamos ir, gostava da companhia de Ghail, e não queria ser interrompido tão cedo. Senti o celular vibrar mais uma vez, levantando o indicador para eles. -Se me derem licença... - Peguei o celular apenas para ver a foto de um homem idêntico a mim. Bufei em um resmungo, colocando o dedo sobre o botão de atender e puxando, sentindo os olhos de ambos sobre mim, enquanto eu levava o aparelho ao ouvido, me afastando um pouco dos irmãos.

-Alô? - Perguntei, logo ouvindo a voz de Arthur contra meu ouvido. -Mas que merda, eu já comprei a bosta da sua chuteira, tá? - Sentia uma veia saltar na lateral da minha testa, fazendo um longo suspiro sair de mim. -Deixa eu ficar em paz, já fiz o que me pediu, tá bom? Você não é a mamãe pra ficar me controlando! - Tirei o celular do ouvido e desliguei a chamada, respirando fundo e soltando em seguida, percebendo que não havia ficado longe o suficiente deles, e provavelmente haviam ouvido minha conversa. -Desculpem por isso, meu irmão consegue me irritar. Então, posso dar uma volta com Ghail? - Perguntei novamente, sentindo o rosto corar ao analisar com cuidado minha pergunta. O que Michael pensaria ao ter ouvido aquilo? Provavelmente coisas que não devia, mas agora já era tarde demais para eu voltar atrás, ficara interessado na parte que Ghail havia dito que preferia garotos.
TAG: walk; SHIP: ....; NOTES: .... notes?;
coded by RESCUE RANGER ! of ATF

____________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Michael C. Mudder em Ter 10 Nov 2015 - 16:45

Tell me something...
Antes que ele começasse a se explicar levantei a mão e o impedi para que me ouvisse de forma rápida sem interrupções pelas palavras que viessem dele.
- Não quero saber de desculpas, Ghail, você evitou minhas ligações, não me respondeu pelo whats e agora quer tentar articular alguma coisa comigo? - coloquei as duas mãos na cintura dando uma risada não muito convincente de que estava achando graça e voltei a indagá-lo:
- Você sabe muito bem que está sob minhas responsabilidade. Nosso pai deixou bem claro que você poderia morar sozinho... - fiz aspas com os dedos quando mencionei a última palavra -... se tivesse de acordo com o que combinamos o que está bem claro que não aconteceu. - sim, eu estava bufando e desejando esmurrar a cara daquele garoto, mas como fazer sabendo que ele era o protegido da família?
Eu tinha que me controlar, meu temperamento era algo que sempre tive que controlar, era muito estourado e por isso tive que fazer terapia para acalmar meus nervos, tudo voltou quando meu irmão mais novo resolveu bancar o metido e querer se impor perante minhas ordens.

Após ele ter ouvido metade do meu sermão apresentou o seu amigo para mim, o olhei estudando-o rapidamente vendo que era um rapaz como ele, algo bem comum os jovens se vestir de acordo com o que a moda lhes convinham, algo bem desaprovado por mim, mas não iria julgá-lo pela forma de se vestir.
- Me desculpe pela forma que me apresentei, mas é isso que tenho que fazer quase todo o tempo... - voltei a olhar para Ghail vendo que ele me encarava sério.
O telefone do outro tocou fazendo com que ficássemos apenas só eu e meu irmão mais novo, me aproximei dele e peguei em seu pulso o levando para um pouco mais longe de onde estávamos dando mais uma olhada no tal me certificando de que ele estava ocupado com sua ligação.
- O que você está querendo provar? Que eu não mando em você mesmo tendo dezoito anos? - falei em tom baixo para que somente nós pudéssemos entender. - Se eu contar para o seu general o que você fez eu tenho certeza de que vetaria suas saídas noturnas e trancaria suas chaves dos dois carros na gaveta dele no escritório de Nova York.
Novamente olhei para o tal no telefone e voltei a encarar Ghail.
- E se ta achando que seu amigo ali vai te safar dessa, está enganado... Ele pode estar querendo pegar sua culpa, mas não vai.

De repente a voz do menino apartou a conversa me fazendo ficar afastado novamente de Ghail, forcei um sorriso tentando agora ser menos arrogante com o outro e cruzei meus braços ouvindo Tobias reclamar do irmão.
- Vejo então que ambos se entrosaram muito bem, com relação a esse assunto. - brinquei com ele fazendo um olhar como se estivesse o estudando novamente.
- Ghail me desobedeceu hoje, estaria praticamente abrindo mão das minhas palavras para deixá-lo sair com você, mas... - encarei meu irmão - Eu acho melhor não... - recuei no meu pensamento respirando fundo. - Me desculpe, mas ele vai pra casa.
Finalizei erguendo meu rosto pigarreando.

▲▼


____________________

From my hands of the winter...the queen for the darkness not accepted..you loved.

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Henry Vendramini Mudder em Seg 7 Dez 2015 - 15:15




insomnia




'Cause when the night begins to fall I watch the shadows growing tall Feeding my insomnia like a fly on the wall
– Quero milk-shake de morango. – Falou e parou o seu trabalho, olhando para a sua secretária (Elizabeth). – S-Sim, senhor! – A loira gaguejou e saiu correndo da sala. O empresário deu uma risadinha, e então, voltou os seus olhos para o computador e continuou digitando. A vida de Henry estava muito corrida, todavia, estava fazendo muita coisa por causa do dinheiro. Teria que realizar uma viagem para Washington em breve, afinal, iria para receber o aluguel das casas que haviam sido deixadas pelo seu pai. Também planejava visitar sua mãe adotiva, Laura, mas sabia que a idosa estava viajando para a Grécia e que, provavelmente, estava na cama com algum homem qualquer. Deu uma risadinha só de pensar nessa situação. Adorava sua mãe adotiva. Era uma mulher boa e pura de coração, todavia, Henry não tinha essa personalidade. Era grosso e nada amoroso, com exceção dos Mudder. Adorava a família do seu marido, e, claro, amava seu marido com todas as forças. Era fiel e jamais o trairia com outra pessoa. Suspirou, e então, resolveu fazer algo: ficar um dia sem trabalho para que pudesse passar tempo com o seu parceiro. Pegou o seu celular e entrou no whatsapp. Amor, onde você está?, digitou as palavras e a enviou. Depois de alguns minutos, recebeu a resposta do homem. Levantou-se da mesa e caminhou até a porta. No meio do caminho, deu de cara com Elizabeth. – Aqui está, senhor. – O seu pedido fora realizado, assim, tomou a bebida gelada da mão esquerda da mulher. – Obrigado. – Foi a única coisa que disse. Saiu da empresa e adentrou o seu carro, um Volvo preto.

Enquanto dirigia, algumas ideias passaram por sua mente. Queria viajar com o cônjuge para a Europa. Planejava encontrar algum lugar diferente, desde que a Inglaterra não estivesse nesse meio. – Grécia, talvez... – Sussurrou baixinho e continuou dirigindo. Sabia das responsabilidades de Michael, que incluíam: cuidar de dois adolescentes e trabalhar o dia inteiro. Henry só via seu esposo durante as noites tranquilas, todavia, não passavam muito tempo juntos. Queria viver em paz ao lado do seu homem, mas sabia muito bem que era uma ideia impossível de ser realizada no momento. – Itália, Letônia, França, Portugal ou Espanha... – Continuou falando as listas de países. De repente, olhou ao redor e sorriu ao ver que estava perto do local indicado. – Pronto. – Estacionou o automóvel perto da loja que Mike havia lhe dito.

Viu o seu parceiro falar de forma rude com Ghail, e então, ergueu uma das sobrancelhas. Defendia o seu cunhado com unhas e dentes, mas tentava não desacatar as ordens de Michael. Sabia que o Mudder mais velho era estressado devido ao trabalho. Aproximou-se de forma lenta e silenciosa. Usava roupas sociais, perfeitas para o trabalho. Tentou analisar todas as pessoas que participavam do diálogo nada amigável: Michael, Ghail e... Não, não conhecia o outro indivíduo. – Olá rapazes. – Disse num tom alto, e assim, um sorriso gentil surgiu em seu rosto ao ver o seu cônjuge virar o rosto. – Ouvi uma parte interessante da conversa. – Deu de ombros. Ficou ao lado do seu amante, e assim, deu um beijo em sua bochecha. – Vou resolver isso pra você, fique calmo. – Sussurrou no ouvido dele e deixou uma risada suave escapar. Voltou os olhos para o irmão caçula de Mike e para o outro garoto. – Ghail, você pode ir. – Observou o moreno mais baixo. – Porém, se o general aqui – falou de forma engraçada e gesticulou com a cabeça, indicando seu marido. – ligar e você não atender, iremos te procurar. Você ficará de castigo e não sairá de casa por um bom tempo. Estamos entendidos? – Olhou direto nos olhos de Ghail. – Espero que esteja de acordo. – Disse de forma rígida, todavia, tentava compreender o adolescente. Eles estavam no auge da vida.

– Ah, prazer. – Mirou no rapaz “estrangeiro”. – Sou Henry. Henry Vendramini Mudder. – Proferiu o sobrenome de maneira orgulhosa. Adorava os Mudder e sentia-se completo por fazer parte da família, apesar de ser um conjunto de pessoas levemente desajustadas.




Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Ghail C. Mudder em Seg 7 Dez 2015 - 16:20




Ops... I'm so sorry...


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Minha vontade foi de deixar o outro falando e sair com Tobias para bem longe, mas se caso eu fizesse isso estaria mais encrencado ainda e tudo pioraria em questão de boa apresentação de família para o loiro. Cruzei meus braços enquanto assentia com a cabeça dando até razão para Michael em alguns pontos. O meu vislumbre pelo outro me deixou perdido no tempo e até mesmo me desligou da internet, talvez seja porque eu não tinha mais contato com pessoas daquele nível. Simpático, carismático, amistoso e lindo... Sim, lindo.

- Michael, você está sendo muito grosso, calma cara.. - tentei amenizar, mas não deu muito certo, era melhor eu ter ficado na minha, mas ai Tobias se prontificou de tentar também me fazendo até mesmo ficar surpreso com o que ele havia pedido.
- Tobias... - disse seu nome olhando para ele ficando um pouco meio sem graça e olhei para Michael engolindo a seco.
A resposta do outro foi direta e sem chances de tentativa de rebate. Ele tinha razão, eu desobedeci, mas qual o problema de sair novamente com alguém que para mim estava sendo quase que um anjo da guarda.
- Eu não vou fazer de novo... - lá estava eu tentando articular novamente e os olhos do outro me encaravam de forma sedenta, quase querendo minha carcaça.
Levantei as mãos deixando ele tomar as rédias, seria melhor ficar calado.

Abaixei a cabeça respirando fundo quando ouvi uma outra voz, levantei os olhos e abri um sorriso, era meu cunhado fofo e salvador da pátria.
- Henry! - pronunciei seu nome com felicidade e então o abracei voltando a ficar perto de Tobias logo depois.
Henry era o marido do meu irmão, lindo, fofo e sempre conseguia contornar a situação que eu me envolvia.
"Ghail, você pode ir." - olhei de imediato para Michael vendo ele revirar de olhos e encarei Henry novamente.
- Sério? Não, claro, eu vou obedecer sim..! - assenti com a cabeça rápido e o abracei novamente.
"Porém, se o general aqui ligar e você não atender, iremos te procurar. Você ficará de castigo e não sairá de casa por um bom tempo. Estamos entendidos?"
- Com toda certeza! - olhei para Tobias animado e depois para Mike esperando ele aceitar a proposta também.

- O que você diz, Mike, me perdoa e deixa eu ir? - fiquei ao lado de Tobias colocando meu braço em torno de seu ombro e abri um sorriso singelo empurrando mais aquela forma manhosa da fala de Henry para ele mais meu gesto de irmão bondoso.



Post: 009 // Tag: Tobias, Michael and Henry // Song: xxx
(c)

____________________

...try to be yourself...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {CA} Ghail C. Mudder, Tobias B. Chevalier e Michael C. Mudder

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum