[UOM] Zöe Bertrand & Raphaello DeLucca

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[UOM] Zöe Bertrand & Raphaello DeLucca

Mensagem por Kurt Lothar Kron em Sex 20 Nov 2015 - 18:59


{UOM} Give me a Reason for

Esta é uma rp fechada,  entre Zöe Bertrand & Raphaello DeLucca  Se passa em uma sexta-feira de uma semana letiva e ocorre no turno da Noite, na  Universidade de Miami - Sala de Anatomia .  O conteúdo é Livre e a postagem está ABERTA.



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [UOM] Zöe Bertrand & Raphaello DeLucca

Mensagem por Kurt Lothar Kron em Sex 20 Nov 2015 - 19:12


   
   
   




Closing Time




Tinha momentos em que o professor e gênio, detestava lecionar. Às vezes ele simplesmente não via sentido algum nisso, era o mesmo que jogar pérola aos porcos. Do que adiantava ter uma classe de 60 alunos em que mais da metade não estava dando a mínima. Não que ele próprio tivesse sido o aluno mais comportado ou atencioso em sua época, mas ele era um autodidata, ora essa. Nunca pegou uma dependência em matéria alguma, mesmo sendo o aluno mais novo da turma. Mas era diferente, né? Se aqueles alunos não tinham a capacidade alguma de aprenderem sozinhos, eles tinham mais é que prestar atenção no que ele dizia e praticava.

Raphaello estava no meio de uma aula de anatomia humana masculina – e como ele odiava dar aquela matéria – e uma turma de três a quatro garotas simplesmente não parava de falar durante sua explicação. Cochichavam algo entre si e davam risadinhas abafadas. O professor prodígio, tentava ignorar aquilo, faltavam apenas mais alguns minutos para o fim da aula e com a sua voz rouca e imponente, ele continuou com as explicações. Faltando dois minutos para a aula acabar, ele avisou para a infelicidade de alguns alunos que teriam um teste valendo 40% da nota sobre o assunto na segunda-feira. Sim, eles teriam de passar o final de semana estudando se não quisessem reprovar naquela matéria.

Enquanto os alunos começavam a sair reclamando entre si a respeito da perda total do final de semana por causa daquele bendito teste, Raphaello foi para mesa recolher o seu material. Quando uma das alunas que estava naquele grupinho falador estava passando, ele voltou sua cabeça na direção dela e com sua voz séria e rouca, a chamou pelo nome.  

– Senhorita Bertrand, eu gostaria de ter uma palavrinha com a senhorita antes de ser dispensada.

Ele cruzou os braços fortes e bem trabalhado por cima do peito pra dar aquele ar mais sério à conversa enquanto se encostava em sua mesa de mogno polido. O cenho estava levemente franzido quando a olhava, o deixando sério estranhamente sexy. Falava por fim com sua voz grossa e um sotaque italiano muito leve.

– Diferente de outros professores, eu não ligo para os milhões em doação que sua família contribuiu com essa instituição. Se a senhorita não se esforçar para esse teste, eu serei obrigado a reprova-la.

A fitou discretamente de alto a baixo. Ele não podia negar que a jovem loira era um espetáculo e ele não pensaria duas vezes se lhe fosse pedido por aulas particulares de anatomia masculina. A mente do jovem professor foi longe por um segundo e ele precisou pigarrear um pouco para colocar as ideias no lugar.

– Espero que esteja compreendido, senhorita Bertrand, não haverá moleza ou segunda chance.

Resolveu reforçar, por mais que achasse que se fosse pedido com jeitinho, ele acabaria dando à menina uma segunda chance no caso dela falhar naquele teste, afinal, ninguém era de ferro, certo?





post: 002 | notes: Que post horrível. -.- | tagged: Zöe Bertrand -- | music: Closing Time - Semisonic| clothes:Here


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [UOM] Zöe Bertrand & Raphaello DeLucca

Mensagem por Zöe Garniër Bertrand em Sab 21 Nov 2015 - 0:37

Sermão do Professor Gostoso
"Com: Rapha DeLucca/ Escutando: Going to Hell - TPR/ Vestindo: Here"  
Naquele dia, acordara do meu sono da tarde com uma preguiça absurda de ir na aula. O professor era uma delicia, mas também ranzinza de certa forma. Levantei da cama me arrastando e tomei um banho gelado para acordar e acalmar os nervos ao mesmo tempo. Vesti a primeira roupa que encontrara no closet, peguei meu skate e fui para a universidade contrariada. Afinal, de que adianta ser rica se preciso estudar.

Durante toda a aula, que até poderia ser interessante se ... Bem, se eu tivesse interessada, fiquei sentada em uma carteira com as pernas jogadas em cima de outra. Minhas amigas conversavam sobre a próxima festa e eu fingia que prestava atenção quando eu só estava pensando no pedaço de pizza de frango que tinha na minha geladeira. Já no fim da aula, até tentei entrar no assunto, falavam sobre o professor. Lembro de comentar: "Ele é mesmo um gato, minha cama estaria livre para ele toda noite." E depois só ri dos comentários safados de minhas amigas e meu amigo gay.

Quando Raphaello liberou a turma tive vontade de sair correndo e pular na minha cama, porém o professor parecia ter tirado o dia para atormentar minha vida. Me deu um sermão por não ter prestado atenção na aula, comentou sobre um teste que eu nem pretendia fazer e criticou o dinheiro da minha família. Digamos que tudo o que ele disse entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Mas não deixaria isso passar, meus pais eram muito chatos em relação aos estudos.

Simplesmente coloquei minha mochila no chão e espreguicei de forma que deixasse bem visível certas partes do meu corpo.  - O senhor sabe que sou capaz de passar no teste... - Eu estava pronta para brincar, não havia mais ninguém na sala. - Mas bem que o senhor poderia revisar a matéria de hoje ... particularmente... - Sentei-me em cima da mesa do professor, cruzando as pernas em seguida. Mordera o lábio inferior, pouco antes de sorrir de canto, inclinando o corpo na direção de Raphaello sem me aproximar demais. - O que acha da ideia?




 


 

____________________

Credits Skylar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [UOM] Zöe Bertrand & Raphaello DeLucca

Mensagem por Kurt Lothar Kron em Sab 21 Nov 2015 - 1:55


   
   
   




Troublemaker




O italiano de quase dois metros de altura olhou para a estudante enquanto ela subia na mesa e se espreguiçava daquele jeito. Ok, ele era um magistrado ali a muito tempo e recebera inúmeras cantadas de alunas, mas foram poucas as vezes em que caiu na tentação de ter algum tipo de relação com elas e por mais que Zöe fosse uma garota, no mínimo interessante, ele não podia ceder para a primeira estudante que estivesse disposta a comprar sua integridade. Ele meneou o rosto negativamente e voltou a falar com aquele sotaque italiano que não ia embora mesmo depois de anos morando na América.

– Eu não tenho dúvida alguma que a senhorita tem capacidade para passar se estudar e começar a prestar mais atenção em minhas aulas.

Kurt deu uma boa olhada para loira se espreguiçando toda para tentar seduzi-lo mostrando partes do corpo que bom... não eram de se jogar fora de forma nenhuma. Ele não se recordava quando que uma estudante daquele calibre de gostosura tinha dado em cima dele tão descaradamente. O italiano também tinha total consciência de que podia sim causar calores no público feminino, principalmente em suas alunas e em estudantes da faculdade. Afinal de contas, ele era um cara desejável e com um corpo invejado por muito garotão de 20 anos por aí, mas aquela garota estava querendo metê-lo em encrenca, o italiano conseguia sentir aquilo de longe. Ele colocou as mãos dentro dos bolsos da calça e afastou-se da mesa em que estava encostado e que a jovem loira fez questão de usar como “palco” para sua encenação. Ele tinha que se afastar da tentação que era aquela garota e continuar com o juízo e controle sobre o seu corpo, controlado.

– Agora em relação à revisão da aula, eu não estou autorizado a fazer algo do tipo, ordens da Reitoria da Universidade.

E de fato ele não poderia dar uma aula particular para a jovem estudante, ao menos não dentro dos muros da Universidade. Ele se aproximou novamente da mesa, mas para recolher o seu material apenas. Fez questão de encará-la nos olhos e murmurar para ela com a voz ainda mais rouca.

– Tem todo o final de semana para estudar, senhorita Bertrand. Sugiro que comece depressa.

Se existia algo por trás daquela fala do professor, alguma segunda intenção, não era tão fácil assim de identificar. O moreno colocou em uma maleta o material que ajuntara da mesa e tirou de um dos ganchos atrás da porta o jaleco branco que usaria em seu plantão daquela noite e o vestiu, fazendo menção de que se retiraria da sala, mas se deteve na porta e olhou para trás.

– O hospital universitário está sempre precisando de voluntários, Senhorita Bertrand, talvez queira gostar um pouco dessa sua energia acumulada por lá. Tenho certeza que será um aprendizado e tanto.

Dito isso, saiu da sala rumo ao seu plantão.




post: 002 | notes: -- | tagged: Zöe Bertrand -- | music: Troublemaker - Olly Murs| clothes:Here



____________________

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [UOM] Zöe Bertrand & Raphaello DeLucca

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum