{MB} Ainsworth + Ohlweiler

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Dianna E. Voss-Ohlweiler em Ter 2 Fev 2016 - 20:52

you will remember me

A postagem ocorre entre Dianna Ohlweiler e Heather Ainsworth, está fechada para qualquer um que não tenha sido convidado. Passando-se esta em 02 de Fevereiro, em Miami Beach. O conteúdo é livre. A postagem está em andamento.
Remember me for centuries.

____________________

Climb on board
We'll go slow and high tempo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Dianna E. Voss-Ohlweiler em Ter 2 Fev 2016 - 21:24

We'll go down in history

Estou esperando por você, temos um trabalho a fazer! Venha rápido, D. Já estou suando. — DJ.


A risada foi imprevisível. Soltei o aparelho eletrônico no banco do carona do carro, já virando a esquina do meu destino. Ainda eram sete e trinta dois da manhã, e o combinado havia sido às sete e trinta e cinco. Ainda estava em disposição dos meus três minutos, tirando-os para estacionar na parte privada, descendo, levando comigo apenas a chave do veículo. Não queria ser interrompida, então quem quer que desejasse falar comigo, teria de esperar as três horas que tinha reservado para passar com a mulher naquela manhã. Adentrei o recinto, ouvindo a melodia firme de Fourth of July, abrindo um sorriso de imediato. Quer dizer que Fall out Boys era a banda designada para o trabalho do dia? Ótimo. Movi-me diretamente para o primeiro andar, cumprimentando algumas pessoas no meio do caminho. O ambiente era extremamente moderno e luxuoso, uma coisa que poderia privar-me de algumas situações indesejadas, como ser fotografada e acabar caindo na boca da mídia, e ainda expor o meu corpo - parcialmente, claro. Pude ver a cabeça loura se mover rapidamente, enquanto estava em cima de uma esteira. Fui até o filtro, pegando um copo descartável, para tomar um café. Não tinha comido nada, então precisava me alimentar para iniciar os exercícios. Assim o fiz.

Duas horas haviam passado, e nossos corpos encontravam-se com camadas de suor, e apesar disso, não exalávamos o costumeiro mal cheiro. Motivo? Podermos usar produtos corporais que nos livrariam dessa coisa. Diga-se de passagem, o cheiro da pele triplicava, já que a temperatura corporal estava muito alta, provocando a abertura de poros e claro, o fato de expelir cheiros com mais força. Podia sentir o cheiro de pêssego vindo de Dinah, o que combinava perfeitamente com sua personalidade divertida, e ainda sim, fofa. Diferente do meu cheiro amadeirado e maduro, de mulher forte. Éramos um pouco diferentes, e essas diferenças tornavam nossa amizade ainda mais forte. Através dela, tinha conhecido mais gente, gente confiável e que poderia contar para apreciar de bons momentos, mesmo fora de Miami. — Cansada, Jane? — provoquei, ao vê-la se debruçar em cima da mesa que ocupávamos para descansar um pouco. Naquele horário, apenas nos duas nos encontrávamos naquele andar, privado para quem poderia pagar mais. — Você pegou muito pesado, hoje. Algum motivo especial? — toquei suas costas, vendo-a levantar o rosto para entender o que eu dizia. — Ou melhor, algum cara especial? — abri um sorriso, sabendo que tinha cutucado a fera com vara curta.

Dinah era uma das poucas pessoas com quem tinha mantido contato da faculdade. Ainda ia cumprir horários, mas nada que tomasse muito o meu tempo. Ela fazia direito, então tinha aproveitado para lhe dar um estágio em minha empresa, acabando por mantê-la como funcionária fixa do departamento. Gostava de como ela era inteligente e agia rápido nos casos da empresa, além de que era uma amiga ali dentro. Me tranquilizava quanto alguns projetos e até me ajudava a montá-los de forma que nenhuma brecha para outras empresas ficasse em questão, na parte jurídica. Tínhamos um bom laço de entrosamento em todos os sentidos, e isso era realmente bom. Ouvi seu resmungo, mas antes que ela dissesse algo a mais, fui surpreendida por uma voz que a muito tempo não ouvia mais. Como estava de costas para a entrada, não pude ver sua aproximação, então virei-me para receber a morena com um sorriso maroto. Ela era da Kappa, assim como eu. Já tínhamos nos visto muito, mas nunca mantido um contato duradouro. Quem sabe isso não mudaria agora? — Heather, quanto tempo. — cumprimentei, pegando uma toalhinha, enxugando o suor do rosto, tirando todo o excesso da barriga exposta também. — Tudo bem? — questionei, em completa educação.



ohlweiler.

____________________

Climb on board
We'll go slow and high tempo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Heather A. Voss-Ohlweiler em Qua 3 Fev 2016 - 0:59





 I dedicate to you



And I drank up all my money dazed and kinda lonely. You're gone and I gotta stay. High all the time. To keep you off my mind.


Admirava a habilidade mutua dos músicos que produziram a música que tocava no momento, possuíam um maravilhoso som, tornando o pequeno espaço do meu carro uma pequena festa, enquanto eu me divertia cantando e batucando os dedos no volante ao som de Dark Horse. Parei no sinal vermelho o que eu presumir ser o ultimo antes de dobrar a esquina daquela singela rua. Estendi minha mão para pega o celular dentro da bolsa que estava no banco do carona, fazendo uma careta ao ver que não havia nem uma mensagem ou se quer ligação da minha namorada. Voltei a minha postura normal quando as buzinas dos carros atrás de mim pareciam querer fazer daquela rua uma boate barulhenta. Voltei a seguir o meu caminho direto para a academia onde Dinah estaria me esperando. Fazia um bom tempo que não nós vemos, estava morrendo de saudades daquela loira. Com a universidade e entupida de trabalhos tudo parecia ocupar todo meu tempo, até mesmo o que tinha para Lana que também passava pela mesma situação que eu. Avistei o prédio no memento em que dobrei a esquina, correndo um pouco mais rápido para estacionar o carro na única vaga vazia, deixando o velho que dirigia um Crossover cinza bufar de raiva por ter que procurar outra vaga já que eu havia sido mais rápida que ele.

Caminhava pelo corredor ouvindo o som dos meus saltos fazerem barulho, chamando a atenção das pessoas ali. Ignorei os olhares curiosos dos demais por verem uma mulher que parecia estar pronta para ir a uma festa do que para ver a amiga em um lugar como aquele. Baguncei os cabelos e abrir um sorriso enorme ao ver a cabeleira loira de longe, ao seu lado a companhia de uma morena que eu já sabia de quem se tratava.  Parei um pouco e pensei em dar um pequeno susto nas duas, mas eu não o ia fazer. Não queria causar um alvoroço por causa do grito que Dinah daria, sem contar os xingamentos que receberia dela. Caminhei até a mesa onde as duas estavam, parecendo está tão distraídas que nem se quer notaram o som dos meus saltos fazer o barulho ecoar pelo ambiente. – Oi. – dei um beija estalado na bochecha da minha amiga, sentindo sua mão tocar minha bochecha, deixando o beijo ali se tornar mais demorado. Dispensei sua pergunta por conta do pequeno atraso de cinco minutos, puxando-a pela mão para então lhe dar um braço forte sem me importar com o excesso de suor em seu corpo. Passei um braço em volta da sua cintura a abraçando de lado, sentindo um beijo dela ser depositado no alto da minha cabeça.

– Oi Dianna. Eu digo o mesmo. Bom, eu estou bem. E você como vai? – abrir um sorriso gentil para a morena, enquanto meus olhos por um momento seguiu suas mãos ao limpar com a toalha o suor do seu corpo. Fazia um bom tempo que nós não nos víamos. Tínhamos amigos em comuns, íamos quase sempre as mesmas festas, mas nunca mantemos uma amizade. Ouvimos um pigarro de Dinah que me fez tirar o foco de Dianna para olhar a loira, notando em seu olhar o típico brilho de malicia. Neguei com a cabeça para que ela não se atrevesse a soltar nem uma piadinha. Ela riu e alegou que iria beber água, mas que logo voltaria. Vi seu corpo se distancia de onde estávamos me vendo agora na companhia da morena que ainda mantinha a mesma postura de dez minutos atrás. – Desde quando vocês se conhecem? – questionei Dianna que expos em seus lábios um sorriso branco.

THANK YOU SECRET!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Dianna E. Voss-Ohlweiler em Qua 3 Fev 2016 - 12:41

We'll go down in history

Por um momento, mantive-me em meu lugar, apenas observando a interação das duas mulheres. Tanto Heather como Dinah haviam mudado, desde os tempos iniciais da faculdade. Com mais aspectos de mulher do que de menina, elas pareciam mais maduras, apesar de Dinah estar agindo muito pior que antes - no sentido de bagunça, claro. E lá estava o costumeiro sorriso malicioso. Neguei com a cabeça, levantando-me da mesa para cumprimentar a recém chegada. — Ah, eu estou bem. — aproximei-me da morena, pondo uma mão em sua cintura, puxando-a para mais perto. Beijei sua bochecha, tendo o gesto como algo que poderia explicitar que não éramos apenas duas conhecidas se encontrando casualmente. Apesar de não mantermos uma amizade, era fato de que sabíamos coisas uma sobre a outra, o que impediria o momento de se tornar estranho, e o beijo não me tornaria tão invasiva, além do que, eu estava suada.

Nos conhecemos ainda na faculdade. Dinah tornou-se uma Kappa no final do período, ela ficou com o seu lugar no dormitório, e bem, nos aproximamos bastante. Agora ela trabalha na minha empresa. — disse-lhe sem desviar os olhos dos seus. Falando em Dinah, a desgraçada havia saído, e nos deixado sozinhas. Típico dela, só para implicar mais tarde, e algo me dizia que desta vez, eu não seria o único alvo das piadinhas que ela faria. Voltei a me afastar para então perceber que Heather não estava vestida adequadamente para malhar. Trajava roupas elegantes, e até mesmo um salto alto. Ah não ser que ela tivesse planos de trocar de roupa na academia mesmo, mas, não parecia que ela o faria, já que não estava com uma bolsa. — Você veio para se encontrar com Dinah, certo? E ela te deixou aqui sozinha comigo. Me pergunto quando ela irá tomar jeito. — ri, negando com a cabeça, sentando-me no banco da mesa ao estilo piquenique, com algumas comidas pedidas por nós duas. Beberiquei um gole do suco de morango cremoso gelado, sentindo uma nova energia fazer todo o meu corpo vibrar. — Sente, por favor. — demonstrei que estávamos com toda a mesa e ela poderia ocupar o lugar que desejasse, tendo-me do lado direito e Dinah ocupando o esquerdo. — Deseja algo? Uma água, suco ou alguma outra coisa? — questionei, atenciosa.



ohlweiler.

____________________

Climb on board
We'll go slow and high tempo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Heather A. Voss-Ohlweiler em Qui 4 Fev 2016 - 0:54





 I dedicate to you



And I drank up all my money dazed and kinda lonely. You're gone and I gotta stay. High all the time. To keep you off my mind.


Continuei de pé me mantendo atenta a figura morena na minha frente. Dianna era maior do que eu o que a fez se inclinar para que um beijo seu fosse depositado na minha bochecha. Ela parecia não ter mudado muito desde a última vez que eu a vi, fora o fato que parecia ser mais mulher do que realmente a jovem era. — Quer dizer que a Dinah ficou com o meu lugar? Assim vai dormir pensando em mim mesmo que não queira. — falei em um impulso de brincadeira arrancando uma risada mais minha do que dela. Seus olhos me analisaram com curiosidade, talvez tentando entender o porquê eu vestia um vestido colado preto bem acima do joelho e um salto da mesma cor. A boca cobria um batom rosa clarinho quase imperceptível, a maquiagem normalmente era simples e meus cabelos estavam no seu estado normal, apenas um pouco bagunçado. — Como eu já imagino que você a conhece bem, já deve ter percebido que ela faz isso sempre. Não se admirei se ela nem ao menos voltar.

Dianna me abriu um sorriso simpático e me cedeu um lugar ao seu lado para que eu me sentasse. Já que Dinah demoraria a voltar, não vim nada demais fica ali sentada na companhia da morena enquanto minha amiga vadiava pela academia. Notei a mesa com algumas comidas e para minha forte havia frutas. Coloquei o celular em cima da mesa e tive que fazer um pequeno esforço para me sentar de forma que não me fizesse mostrar o que não deveria por baixo do vestido já que o banco não ajudava muito. — Se eu soubesse que dava trabalho sentar em uma mesa com esse estilo de banco, não teria vindo vestida assim. Estou parecendo uma pirua, eu sei. Talvez eu seja um pouco. — soltei uma risada amistosa que foi acompanhando por ela. — Aceito uma banana. — 'Até parece que gosta' ouvi a voz da Dinah atrás de mim e não pude segurar a risada ao ouvir o que minha amiga tinha dito. Ela podia parece mais madura, mas se tem uma coisa que nunca vai mudar nela é seu bom humor. Bati a mão no banco como convite para que ela se juntasse ao meu lado na mesa. Dinah negou com a cabeça e disse que precisava ir embora e terminar umas coisas pendentes do trabalho já que sua chefe não lhe dava mole. Dianna riu e fez sinal de redição. — Promete que não vai sumir de novo? — agarrei a cintura da loira com uma criança birrenta que não queria deixar um dos pais sair sem ela. Dinah beijou o topo da minha cabeça e garantiu que qualquer dia passaria lá em casa para me ver. Soltei à loira muito a contra gosto enquanto fazia bico para convencê-la a ficar. Infelizmente não funcionou. Ela se despediu da morena ao meu lado e saiu me deixando novamente as sós com Dianna. — Você tem que dar menos trabalho a ela, estou ficando sem minha amiga por sua culpa. Posso entrar em depressão sabia? — fiz um pequeno drama e peguei uma banana para comer, descascando a fruta e lhe arrancando um pequeno pedaço enquanto vasculhava algo no celular.

THANK YOU SECRET!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Dianna E. Voss-Ohlweiler em Qui 4 Fev 2016 - 11:05

We'll go down in history

Arqueei uma sobrancelha com a brincadeira feita, alargando um sorriso nos lábios. Tomei a taça com o suco de morango cremoso, bebericando uma boa quantidade. O líquido gelado fizera minha garganta amansar um pouco o fervor que estava se propagando. — Estou convivendo com Dinah já faz um ano e meio, posso dizer que sim, eu realmente a conheço. Me admira de que ela não tenha soltado nenhuma piadinha. Ainda. — comentei, limpando os lábios com a ponta da língua. Heather aproximou-se para sentar ao meu lado, e como eu imaginava, seu vestido daria um pouco de trabalho, já que era um tanto curto demais para que pudesse se acomodar em um banco como aquele. — Você quer o meu casaco? Pode se cobrir melhor e ficar mais a vontade. — peguei a peça ao meu lado, estava do jeito que eu tinha deixado logo quando cheguei, deixando perto dela.

Seu próximo comentário sobre parecer uma perua me fez rir. — Eu não diria uma perua, mas uma madame requintada, sim. — Peguei uma tigelinha com várias frutas cortadas em cubos, com leite em pó, cobertura de caramelo e granola por cima, comendo um pouco com um garfo descartável. Gostava de coisas leves no café da manhã, principalmente quando estava prestes a treinar. A morena serviu-se de uma banana, mas logo uma piadinha viera, e eu não pude deixar de sentir-me confusa, mas logo deixei para lá. Dinah gostava de implicar com todo mundo, inclusive comigo, por ter um artefato especial entre as pernas. — Dinah, por Deus. — ri baixo, para não me engasgar ou cuspir a comida na boca. Seria nojento. — Já vai? — tanto Heather como eu abrimos uma expressão de contrariamento. Era bom estar na presença da loura, ela tinha o dom de divertir qualquer situação, mas, seu apto pelo trabalho falou mais forte. Não era como se ela estivesse atolada de trabalho. Ok, talvez um pouco, mas era por sua conta, já que eu não exigia que seus serviços fossem cumpridos e batidos como concluídos no mesmo dia que os passava. — Que mulher trabalhadora, nem parece que dorme em serviço. — deixei escapar, vendo-a me fuzilar com os olhos, enquanto dava outra risada. — Até mais tarde, DJ.

Beijei um lado de seu rosto, recebendo um abraço depois que Heather havia lhe soltado a muito custo, devo ressaltar. Elas pareciam ter o tipo de amizade que nem duas irmãs poderiam ter o prazer de ter, o que era muito bonito. Eu era assim com Sam, sabia bem como era. Heather voltou a sentar do meu lado, fuçando algo em seu celular. — Dinah é quem se enche de trabalho, acredite. Ela é a única funcionária para quem não exijo muito. Na verdade, são três. Ela, Allyson Brooke e Normani Kordei, não sei se lembra delas, são todas da Miami University. Ally e Normani eram Zetas, mas depois que me aproximei da morena, a baixinha veio como pacote. Elas fazem tudo em tempo recorde, sem que eu precise mandar, então não cobro delas. — contei, vendo meu celular vibrar em cima da mesa. A mensagem estava na tela.

Não coma minha amiga, eu sei que a bunda dela é irresistível, mas já tem dona. Ou, se for comer, faça escondido. — DJ.

Revirei os olhos, deixando o aparelho em frente a Heather para que ela visse, enquanto revirava os olhos. Dinah realmente não tinha jeito, e eu suspeitava que isso jamais acontecesse algum dia. — Acho que ela precisa de internação, o caso é muito grave. — peguei o celular de volta, travando, deixando de lado, voltando a comer um pouco mais das frutas. Após mastigar e engolir devidamente, pensei sobre algo. — Então, Heather. Estou sabendo que você faz psicologia, e bem, não estamos aqui para discutir negócios.... Mas como acha que estou colocando-a em um período depressivo pela falta de sua amiga... Por que não se junta a ela, em minha empresa? — virei para ela, com um sorriso de canto. — Estamos precisando de um profissional na área, e eu ficaria feliz de que você ocupasse o cargo. Poderíamos, sabe, nos conhecer melhor, e você teria sua amiga por perto. — ofereci, esperando por algo vindo dela.



ohlweiler.

____________________

Climb on board
We'll go slow and high tempo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Heather A. Voss-Ohlweiler em Sab 6 Fev 2016 - 16:25





 I Dedicate To You



And I drank up all my money dazed and kinda lonely. You're gone and I gotta stay. High all the time. To keep you off my mind.


A presença de Dianna realmente era agradável. Sabe que Dinah tinha uma feche e uma amiga como a mesma pessoa me deixou aliviada. Dinah pra mim era como se fosse minha irmã, e saber que alguém gosta dela da maneira que percebi que Dianna gostava me deixou talvez com um pouco de ciúmes. Quando se trata de amigos sou um pouco possessiva. Me ajeitei no banco enquanto observava a morena cortar algumas frutas para comer, transformando aquela pequena tigela em uma salda de frutas saborosa. 'Agora eu sei o porquê ela tem esse corpo.' Pensei, deixando um pequeno sorriso se estalar em meus lábios, mas não foi isso que lhe chamou a atenção. A forma como eu tinha ido vestida à academia parecia arrancar olhares tanto de homens como mulheres. Não eu que eu me achasse sexy vestindo aquela peça de roupa, ou que eles achassem que eu era, mas com certeza não era sempre que eles vinham alguém com aqueles trajes por ali. — Não, está tudo bem. Daqui a pouco eu já estarei indo mesmo. Mas obrigada. — neguei sua oferta do casaco lhe oferecendo um sorriso simpático. Quando me decidi se servir de uma maçã, observei Dianna pegar o celular para olhar algo que parecia ser uma mensagem. Sua expressão ao fitar as palavras que lia no pequeno aparelho eletrônico era de negação, mas uma negação com um com um fundo de riso interior. Confesso que fiquei curiosa para saber o que a mensagem dizia e ela pareceu ler meus pensamentos quando colocou o celular próximo a mim me fazendo ver com clareza a mensagem. "Não coma minha amiga, eu sei que a bunda dela é irresistível, mas já tem dona. Ou, se for comer, faça escondido. — DJ." Claro, Dinah. Neguei com a cabeça sentindo minhas bochechas esquentarem e provavelmente adquirirem uma coloração avermelhada. Ela conseguia me fazer passar vergonha mesmo sem está presente.

Resolvi fingir não ter lido aquela mensagem e peguei a maçã para comer. A morena guardou o aparelho de volta ao seu lugar me fitou com uma expressão quase que superior. Decidi dar ouvidos a tudo que ela tinha para me dizer. Sua proposta de emprego era incrivelmente tentadora, confesso. Mas o que me intrigou era ela querer uma aluna que tinha acabado de iniciar as aulas na faculdade, sendo que ela poderia chamar alguém com mais conhecimentos e com um histórico de currículo melhor do que o meu que ainda estava zerado. Coloquei a fruta no lugar do onde tinha pegado e pus os braços sobre cotovelos na mesa, entrelaçando os dedos das mãos. — Esse tipo de oferta de trabalho é irrecusável. — ajeitei minha postura e me coloquei-me de forma seria. — Mas será que eu posso saber o porquê uma aluna de faculdade e não uma pessoa já experimente? — questionei, desfazendo o gesto com as mãos e as colocando sobre a mesa. Cruzei as pernas sentindo o vestido deslizar sobre a minha pele e subir um pouco para cima deixando boa parte das minhas coxas nuas. Dianna continuou me olhando e eu ainda esperava uma resposta sua.


— Vamos lá, me convença Srta. Ohlweiler para que eu deva aceitar sua proposta. — relaxei um pouco a expressão seria e lhe dei um pequeno sorriso.  Joguei os cabelos para trás e me preparei para ouvi-la novamente. Para quem estava decida a ir embora por conta da amiga que já não estava mais ali, Dianna me deu um motivo para ficar. Sua proposta de emprego me deixou bastante tentada a aceitar, era uma boa oportunidade e assim como ela também tinha comentado, eu ficaria mais perto de Dinah.
.

THANK YOU SECRET!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Dianna E. Voss-Ohlweiler em Sab 6 Fev 2016 - 23:40

We'll go down in history
Por um momento, me mantive entretida com a salada de frutas, notando um certo olhar ser depositado naquele gesto. O que Heather poderia estar pensando? Divaguei em meus pensamentos, voltando a ativa quando ouvi sua voz sibilar o fato de que estava bem, da forma em que se mantinha. Claro, tinha minhas dúvidas, já que também me sentia um tanto que desconfortável naquele banco, bem onde minhas partes íntimas estavam sendo esmagadas pelo meu próprio corpo, por conta da largura não favorável. Tomei o casaco em mãos outra vez, capaz de sentir meu próprio perfume eclodir dele, dando tempo para que a coloração avermelhada no rosto da morena se amansasse. Eu não tocaria no assunto da mensagem, e ela não tinha feito nenhuma menção. Tomava para mim mesma, que, apenas ver o que Dinah havia escrito tinha sido o suficiente. Sua próxima questão me fez abrir um típico sorriso maroto, de quem já estava preparada para qualquer pergunta direcionada, com ou sem fins lucrativos. Obviamente eu já esperava por algum questionamento daquele tipo, já que nosso vínculo não era tão fluente, para um passado, acredito eu. — Com toda certeza, é uma oferta irrecusável. — agora trajava minha melhor expressão de empresária bem sucedida em um momento informal. Esperei que ela continuasse, não podendo deixar passar a forma em que a mulher cruzara as pernas, revelando as fartas coxas salientes. — Parte do meu trabalho é dar aos iniciantes um contato com sua área profissional na realidade vivenciada. Costumam chamar o gesto como estágio, mas, eu prefiro chamar de profissionalização referente. — olhei em seus olhos, transparecendo que eu tinha total poder para falar sobre.

Diga-me, existe melhor forma de saber que está aprendendo como deveria, se não pondo em prática? — um sorriso desafiador se provava em meus lábios. Aquelas palavras tinham total sentido para a oferta feita a pouco. — Além disso, a Ohlweiler Enterprise tem acordos com a University of Miami. A cada seis meses dou oportunidades para uma lista específica de alunos dedicados ao curso. A informação seria de posse privada, mas, Heather Voss Ainsworth dominava o topo desta mesma lista. Mais cedo ou mais tarde nos encontraríamos para discutir o assunto. — chamei seu nome como se ela não estivesse em minha frente, alargando um pouco o arquear de lábios. — Convencida o suficiente, ou devo salientar algo mais? — questiono-lhe, deixando a tigela de lado. Já não sentia mais fome.



ohlweiler.

____________________

Climb on board
We'll go slow and high tempo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Heather A. Voss-Ohlweiler em Qua 10 Fev 2016 - 16:35





 I Dedicate To You



And I drank up all my money dazed and kinda lonely. You're gone and I gotta stay. High all the time. To keep you off my mind.


Realmente o pequeno discurso de Dianna para me convencer a aceitar sua proposta assim como eu havia lhe pedido de fato me convenceu. E saber que eu era a primeira de sua lista vindo à frente de muitas outras pessoas que com certeza tinham mais experiência que eu me fez abrir um sorriso um tanto convencido. Ela tinha razão, eu estudava sobre o assunto e ela precisava de alguém, eu trabalharia e aprenderia ao mesmo tempo. A jornada de trabalho seria cansativa, teria menos tempo para Lana, mas talvez se ela soubesse do meu estado às coisas mudaria o horário ou não. — Você conseguiu me convencer. Eu vou aceitar, mas eu ainda terei que conversar com certa pessoa sobre sua proposta de trabalho. Garanto que ela também vai gostar. E pode deixar que eu lhe procuro. — abri um sorriso garantindo que não a decepcionaria enquanto pegava meu celular e verificando as horas. Voltei minha atenção para a morena sentada ao meu lado chamando sua atenção com apenas um toque em sua mão direita, já que a mesma estava distraída mexendo em uma pequena bolsa ao seu lado. 

— Eu vou ter que ir. Importa-se? É que eu ainda preciso ir à casa dos meus pais. — falei meio sem jeito por ter que colocar um fim na nossa conversa. De certa forma encontrar Dianna tinha sido ótimo, nós voltaríamos a conviver juntas como antes da minha saída da fraternidade, eu passaria a conhecê-la melhor e isso era algo bom.

Passei as pernas por cima do banco para então poder me levantar pelo lado certo sem que o vestido que eu usava deixasse brechas para alguém dentro daquela pequena sala pudesse ver algo. Quando enfim já me encontrava de pé, Dianna já estava ao meu lado com sua bolsa por cima do ombro, pronta para também ir embora. Ela acenou com a cabeça para que eu fosse à frente enquanto seus passos quase que silenciosos me acompanhavam atrás. Passamos por alguns rapazes que nos olhavam como um animal olha sua presa antes de atacar, joguei os cabelos para trás dos ombros e simplesmente ignorei, acho que a bela morena atrás de mim também fez o mesmo. Dianna me acompanhou até onde eu tinha estacionado meu carro no lado de fora da academia. Nós despedimos com um tipico beijo no rosto e cada uma seguiu seu caminho.
.

THANK YOU SECRET!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {MB} Ainsworth + Ohlweiler

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum