Pátio Aberto

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pátio Aberto

Mensagem por Stalker em Qui 30 Maio 2013 - 15:19



Pátio Aberto



O Pátio aberto é um dos lugares mais movimentados da escola, tem uma grande escadaria, é o local onde o Clube Glee geralmente se apresenta para entreter a escola, com várias tentativas fracassadas. Tem várias cadeiras circulares vermelhass com a sigla WMHS.

____________________



The your ghost, the ur image. I'm the stalker!
avatar
The Bosses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Angel Winchester em Dom 2 Jun 2013 - 19:00




First Day in the new school


"

Finalmente aquela aula havia acabado , finalmente eu podia sair daquele lugar horrível , enquanto alguns nerds perdedores saiam junto com os rejeitados , eu passava por incrível que pareça sem tomar um slushie , ou qualquer que seja o nome daquele líquido , apesar de eu não ser uma cheerio , pelo menos eu não fazia parte daquele clube do coral , que eu vi todos cheios de líquido viscoso , eu fui andando até o pátio aberto para pensar um pouco afinal a aula havia sido uma droga.
Day: Que dia é hoje? Place: Voando no sétimo céu With: SanClair Humor: Loca loca loca Clothing: http://www.polyvore.com/look/set?id=58780455
credits @

____________________

Angel
Winchester
Adult-Photographer-Chemisty Teacher- ♥️
Angel Winchester
@CupacakeGraphics

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Convidado em Sex 7 Jun 2013 - 16:42


Não importa o que façamos, não importa o que digamos. Somos uma musica desafinada, cheia de erros lindos!

- - - - - - Mercedes Aretha Jones - -

Não sei como, mas conseguir perder o Kurt de vista dentro da sala coral. Em um segundo ele estava la e no outro simplesmente havia sumido. Caminhei pelos corredores do colégio procurando-o até debaixo dos armários, mas nenhum sinal do cabelo cheio de laquê dele. Seguir meu caminho para fora do colégio na esperança de encontrá-lo no pátio, mas nada. Me sentei no ultimo degrau da escadaria e uma expressão desapontada se apossou do meu rosto.

Era muito estranho para mim ficar em qualquer lugar do colégio sem o Kurt por perto, éramos muitos unidos. A vida de nenhum dos dois nunca foi fácil naquele lugar, por isso um sempre protegia o outro e eu estava muito preocupada com ele. Desde que entrou no colégio, era fato, que ninguém era tão perseguido quanto ele. As pessoas tinham dificuldade em aceitar o jeito mais educado e estiloso dele, gentileza de mais era vista com maus olhos pelos outros alunos da escola, principalmente pelos membros do time, que viviam fazendo maldades com ele. Olhei em volta aflita procurando por algum sinal do moreno e fitei o relógio, ainda era muito cedo para ele ter ido embora. Então, abrir um livro qualquer e fiquei ali sentada, o esperando.


Convidado
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Noah Puckerman em Sex 7 Jun 2013 - 21:24

NOAH PUCKERMAN

O horário de aula já havia terminado, infelizmente fui obrigado a assistir as três últimas, pois não haveria motivo para cabular aula sozinho. Enfiei as mãos no bolso enquanto caminhava quase calmamente e distraído com tudo ao meu redor, desejava manter foco em alguma coisa que não fosse a minha carência, estava mesmo precisando limpar umas piscinas e receber muito carinho das mamães gostosas.

Mal percebi quando já estava adentrando o pátio do colégio, não havia movimento algum só uma garota sentada na escada. Não me lembrava de ter visto a por aí. Realmente não prestava atenção em quase nada. Claro tirando algumas líderes de torcida na qual era impossível não prestar atenção. Esforcei-me para lembrar da garota até que a minha memória puxou algo quando fui jogar o Kurt (o homossexual) na lata de lixo a mesma falava um grande texto moralista não adiantou nada, porém pude notar a personalidade dela.

Dei os ombros fazendo uma expressão de pouco caso. Decidi momentaneamente me aproximar dela que provavelmente teria um sobressalto, ou melhor, me olharia com indiferença. A personalidade da mesma me chamava um pouco atenção e seria um desafio por medo nela, o que deixaria as coisas divertidas. Em passos lentos, porém longos já estava posicionado em frente à escada onde me sentei de mau jeito, pude sentir um desconforto na coluna, mas recusei-me a sair de tal posição.

― Então você é a garota negra do coral? ― perguntei em um tom alto sem encará-la ― Eu não devia perguntar o porquê você está sozinha porque acredito que você não tenha amigos a não ser aquele... ― a olhei rapidamente gesticulando uma das mãos ― como eu poderia citá-lo de uma forma que não ofendesse os homens em geral?! ― dei os ombros ― Enfim, qual é o seu nome?



Delivered by Draco@Ooops.


____________________




Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Convidado em Sex 7 Jun 2013 - 21:58


Não importa o que façamos, não importa o que digamos. Somos uma musica desafinada, cheia de erros lindos!

- - - - - - Mercedes Aretha Jones - -

Seguia lendo meu livro quando um garoto se aproximou de mim e se sentou por perto. Notei que ele estava de mau jeito e procurei não ri daquilo, pois definitivamente não ia com a cara do sujeito. Ele era apenas mais um dos brutamontes do time que sempre que podia procurava pisar nos mais "fracos" apenas para compensar sua falta de amor próprio. Sim, nos dias de hoje ainda tem gente que precisar colocar os outros para baixo para se sentirem bem consigo mesmo. Sua vitima preferida era meu melhor amigo Kurt e isso só aumentava ainda mais minha má vontade com o cara. Ignorei deliberadamente a sua presença, sem desviar a atenção do meu livro até que ele se manifestou.

Desviei a atenção do meu livro, por um momento, e ergui uma sobrancelha. Desde quando pessoas como ele puxavam assunto com garotas perdedoras como eu?... Franzi a testa rapidamente e voltei a atenção para o meu livro. Quem sabe se ele visse minha falta de interesse fosse embora, mas infelizmente isso não aconteceu. Comecei a considerar a hipótese de me levantar e voltar correndo para a segurança da sala do coral, ele poderia está armando alguma para mim, mas não fazia parte da vida de Miss Jones fugir como uma covarde. Divas não faziam isso.

Fechei meu livro sobre o colo e, pela primeira vez, fitei o garoto de moicano, de frente e sem demonstrar o medo que no fundo sentia. Observei que ele hesitou um pouco para se referir ao Kurt, como se não soubesse como defini-lo e acabou por não fazê-lo. O que eu apreciei, já tinha ouvido ofensas ao meu melhor amigo de mais para um dia só. Se bem que sua pergunta sobre ele já tinha sido uma ofensa, mas eu a ignorei... O garoto, por fim, pergunta meu nome e eu me coloquei a responder - Mercedes... Mercedes Jones! - com uma expressão facial que dizia "eu sei que você não se importa" - E o seu?- perguntei no mesmo tom desinteressado que usei para respondê-lo, no fundo já sabia. Afinal ele era bem conhecido no colégio por tirar a paz de nós, perdedores, mas não ia dar o gostinho de fazê-lo se achar mais importante do que, realmente, era...


Convidado
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Noah Puckerman em Sab 8 Jun 2013 - 16:53

NOAH PUCKERMAN

Meus lábios formaram um sorriso sarcástico com o gesto da garota antes de me responder, como havia imaginado que faria. Porém percebendo que eu não sairia dali não por insistência, mas sim por pura preguiça de me levantar. Estava adiantando a minha dor nas costas que possivelmente chegaria assim que me erguesse. Quase discretamente me endireitei na escada recusando-me a fazer uma careta por conta das pontadas desconfortáveis em minhas costas.

Ao ouvir o nome da garota momentaneamente me lembrei do carro soltei uma pequena risada, talvez Mercedes entendesse aquilo mal, portanto tratei de me explicar não que fosse necessário, mas ainda sim queria demonstrar o meu lado educado. ― Me lembrei do carro. ― disse retribuindo o mesmo olhar desinteressado, o jeito que a garota me encarava deixava-me desmotivado até porque todas as pessoas do colégio possuíam um medo extraordinário de mim e eu gostava daquela ilusão sobre o poder.

Revirei os olhos quando Mercedes retribuiu a pergunta, como se ela não soubesse meu nome. Tratei de dar os ombros desviando a minha atenção para as poucas pessoas que apareciam no pátio. Pela primeira vez não tive o insistindo de me levantar e sair dali, pois ficar perto de pessoas não populares trazia ofensas, mas no momento não me importei, voltei a encarar a garota. ― Você sabe o meu nome, Mercedes. ― pronunciei as palavras calmamente principalmente o nome da garota que sempre me trazia a imagem de um carro. Novamente notei uma pitada de humor em meu pensamento.

― Por que está sozinha? ― detestava ter que puxar assunto alguém principalmente quando não era uma garota “gostosa”, mas parecia que tudo estava no automático minha mente estava longe dali e na maior parte do tempo tinha que trazê-la para a realidade, no agora. Balancei a cabeça expulsando meus pensamentos focando-me na garota ao meu lado, talvez ela achasse que eu a observava demais por isso desviei novamente os meus olhos para o pátio.


Delivered by Draco@Ooops.


____________________




Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Convidado em Sab 8 Jun 2013 - 19:32


Não importa o que façamos, não importa o que digamos. Somos uma musica desafinada, cheia de erros lindos!

- - - - - - Mercedes Aretha Jones - -

Quando o garoto fez menção a um carro, após ouvir meu nome, me esforcei para não perguntar sobre o esquilo morto na cabeça dele, já que aquilo seria muito "perigoso" considerando a fama de malvado do mesmo. Alisei meu livro notando mais uma vez o desconforto do garoto pela posição em que estava sentado e dessa vez a sombra de um riso se desenhou em meu rosto, mas não comentei nada, apesar da enorme vontade de mandar ele se sentar direito, seguindo o velho instinto autoritário e protetor que tinha com os meus amigos, não o fiz, já que o garoto em questão não era meu amigo e nunca seria. Com certeza na primeira oportunidade faria alguma maldade comigo, só mão entendia porque ainda não o tinha feito. Será que estava me enrolando, para dar tempo dos seus colegas do time chegarem e fazer uma humilhação publica?... O pensamento me deixou horrorizada e apertei instintivamente meu livro contra mim, encolhendo, disfarçadamente, meu corpo para mais longe do garoto, mas mantendo a mesma expressão desinteressada em meu rosto. Não iria deixar meu medo ser motivo para a diversão dele, se estava esperando por isso, iria ficar desapontado. Miss Jones não iria servir de palhaça pra ninguém.

Um leve arrepio atravessou minha espinha quando ele voltou a falar. Dessa vez dando a entender que eu já sabia o seu nome, e sentir algo de engraçado quando ele disse o meu... Praticamente podia ouvi-lo acrescentando o "benz" no final e aquilo quase me fez ri, de novo. Considerei que por baixo da fachada de mal ele poderia ser uma pessoa agradável e bem humorada, mas com certeza não era assim. "Eles", os populares, nunca são assim. Na verdade, possuíam um humor bem distorcido que consistia em humilhar os outros. Ergui minha coluna, ficando numa postura um pouco defensiva e disse - Você não sabia o meu nome, porque eu saberia o seu? - perguntei erguendo uma sobrancelha, mas logo desfiz a minha fachada desinteressada e completei - Ok, admito... Que tipo de perdedora eu seria se não conhece o nome do temido Noah Puckerman?...- Fiz a pergunta de forma retórica, pois não esperava que ele fosse responder aquela pergunta um tanto desaforada da minha parte...

Olhei em volta notando as pessoas que tinham aparecido no pátio, meu coração disparou e finalmente minha mascara de coragem caiu, deixando meu medo transparecer através do meu olhar. Se ele fosse fazer algo seria agora, na frente dos outros, para me humilhar, e a vontade de fugir de momentos antes voltou com mais força. Até divas tinham seus momentos de insegurança. Me forçando para encontrar minha voz, respondi a pergunta de Puck em um tom baixo e receoso - Você sabe porque eu estou sozinha... Pessoas como eu não costumam ter muitos amigos, e em algumas ocasiões até eles tem coisas mais importantes para fazer do que ficar comigo... - Terminei a frase em to seco e perguntei, preferindo adiar toda aquela enrolação - Você vai fazer alguma maldade comigo, não vai? é por isso que está aqui, não é?... - guardei o livro dentro da bolsa e completei de cabeça erguida - Pois se for, não perca mais o nosso tempo. Já tem o publico que precisa... - Disse gesticulando para as pessoas que haviam adentrado o pátio - só aviso que nada do que for fazer vai abalar minha dignidade, mesmo que você considere que eu nem ao menos tenha uma...


Convidado
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Noah Puckerman em Sab 8 Jun 2013 - 20:33

NOAH PUCKERMAN

Revirei os olhos quando Mercedes endireitou-se na defensiva, se tivesse que fazer algo com ela provavelmente já teria feito. Para ser sincero só era babaca com os outros babacas, tirando isso me considerava até um pouco agradável. Às vezes cansa ameaçar as pessoas, jogá-las no lixo, empurrá-las contra o armário, chamá-las de apelidos ofensivos. Na maior parte do tempo queria mudar esse meu hábito, porém preservava muito a minha reputação de bad boy mesmo que não fosse grande coisa é melhor ter alguma reputação do que não ter nenhuma. Sorri lentamente com a ousadia de Mercedes.

― Não deveria dizer esse tipo de coisas para pessoas como eu, Mercedes. ― tratei de pronunciar o nome da garota entredentes olhando-a de uma forma desafiadora a fim de por medo. Prendi a risada conforme ela completou sua frase, porém não aguentei soltando-a brevemente. ― Céus! Você é corajosa, Mercedes-Benz. ― disse deixando a minha voz transparecer o humor que sentia.

Soltei um longo suspiro indignado ao escutá-la, era isso que eu ganhava sendo o malvado do colégio. Pigarreei alisando o meu moicano, o meu lado legal estava dominando a situação isso era um problema vai que ela espalhasse por aí que Noah Puckerman era bonzinho, porém não ia se estúpido com a garota ela me pareceu tão frágil. ― Não fale uma coisa dessas, pessoas como você são... ― a olhei rapidamente desistindo de continuar a falar, não queria me afogar nas minhas atitudes e palavras legais.

Franzi o cenho logo após uni minhas sobrancelhas como se não estivesse entendo a situação, a garota falava com autoridade o que eu achei graça e automaticamente meus lábios moldaram um sorriso prendi o riso que estava por vim em seguida. Antes que pudesse falar algo Mercedes prosseguiu falando sem parar, revire os olhos. ― Será que você pode calar a boca? ― disse em um tom duro. ― Se eu tivesse que fazer algo já teria feito não sou do tipo que planeja as coisas... ― revirei os olhos.



Delivered by Draco@Ooops.


____________________




Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Convidado em Sab 8 Jun 2013 - 21:58


Não importa o que façamos, não importa o que digamos. Somos uma musica desafinada, cheia de erros lindos!

- - - - - - Mercedes Aretha Jones - -

Me calei ao som da voz dura do garoto. Realmente não era do tipo que obedecia "ordens", mas ele parecia ter ficado realmente ofendido com o que eu tinha falado então preferir não contraria-lo. Logo ele disse que se fosse fazer algo comigo já teria feito. Não costumava confiar em pessoas como ele, mas a sinceridade em seu tom de voz, meio irritado, não me deixava duvidar da palavra do garoto. Relaxei um pouco em minha postura e disse - Desculpa, mas é que sua fama deixa qualquer pessoa como eu intimidada... - fiz uma pausa procurando as palavras certas e continuei com um meio sorriso - Isso foi realmente patético da minha parte, odeio quando me julgam pela minha imagem e acabei fazendo a mesma coisa com você!!!... Sinto muito...

Tornei a pegar meu livro dentro da bolsa, apenas para ter algo com o que ocupar minhas mãos, e folhei algumas folhas distraidamente procurando a pagina em que havia parado minha leitura, pois quando Puck chegou me sentir tão insegura que o fechei sem nem ao menos marcar a pagina que lia. Desistindo de minha busca, deixei o livro de lado e voltei a fitar Puck e considerei que alguém realmente bom poderia está escondido sob aquela fantasia de garoto malvado. Minha intuição me dizia isso, quem sabe pela forma "engraçada" que ele pronunciava meu nome ou pelo sorriso genuíno que vira o garoto dar momentos atrás. Talvez eu tivesse enganada quanto a isso, mas não me custaria nada arriscar... - Porque você não se sentar de forma mais confortável? Você pode ser inatingível, mas ainda é humano, e humanos sentem dor... Ainda mais você que faz tanto esforço físico nos treinos e nos jogos do time... - Me calei franzindo a testa. Porque diabos eu estava falando daquele jeito com o garoto? Ele não era um amigo e eu não tinha porque me preocupar se ele se dobrasse no meio e quebrasse a coluna. Isso não era problema meu. Fiz um lembrete mental de parar de me meter na vida dos outros...

Lhe lancei um sorriso quase amigável e menos inseguro me colocando a falar, mudando de assunto - Então pode se considerar que Noah Puckerman está tirando ferias de seu posto de malvado, ou apenas abriu uma exceção porque Miss Jones é uma pessoa muito simpática? - claro que tudo que disse foi em um tom divertido e eu me sentir momentaneamente estranha por conseguir falar de forma espontânea e natural com alguém como ele. De fato o preconceito não vinha só dos populares, nós "perdedores" de certa forma também prejulgávamos os populares como sendo pessoas sem coração. Os malvadões da historia, quando na verdade muitos agiam daquela forma por pura pressão e medo de perderem a posição que tanto tinham lutado para conseguir. Eu sabia muito bem como era ser a base da cadeia alimentar do colégio e com certeza se estivesse no topo, faria o meu melhor, ou pior, para permanecer lá. Considerei internamente que esse poderia ser o caso do Puck, mas preferir não falar nada sobre isso. Não queria me adiantar e acabar quebrando a cara


Convidado
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Noah Puckerman em Sex 14 Jun 2013 - 19:17

NOAH PUCKERMAN

Notei entre os ombros que a postura da garota agora era outra havia relaxado. Preferi nada comentar já que esperava uma resposta da garota não tardou para que ela assim fizesse. Abri um sorriso amplo que no fundo era sarcástico, eu sabia muito bem o que a minha fama de durão causava nas pessoas. ― Eu sei. ― respondi friamente, afinal estava irritado com o ocorrido e queria transparecer isso. Vire-me para observar a curva de seu sorriso que parecia até mesmo tímido ou receoso, assenti com as palavras dela, normalmente todos os seres humanos faziam isso e ninguém gostava de ser julgado desta forma. ― É, mas é natural ― dei os ombros ― na verdade só me irritei por você ter se exaltado, a maioria nunca faz nada, se encolhe ou foge antes que eu possa responder, ou realmente fazer algo. ― falei com certa lentidão gesticulando minhas mãos conforme falava. Embora estivesse tentando me igualar entre a maioria para me manter popular não gostava como eles agiam por 24 horas, por mais que o eu fosse o grande causador das brincadeiras. Realmente não faria um papel de bom moço, sequer pensei em mudar, mas invejava as pessoas que tinham peito para serem elas mesmas.
 
Observei com certa curiosidade quando a garota pegou seu livro, pensei em perguntar sobre, porém achei melhor não demonstrar tanto interesse em saber mais sobre ela, mesmo porque estava ficando cada vez mais curioso em relação à personalidade de Mercedes. Era interessante como a garota agia mesmo com o medo entrelaçado em cada atitude ou palavra, e eu gostava de pessoas corajosas como ela. Quando a garota fechou seu livro desviei meu olhar discretamente para frente senão nossos olhares teriam se encontrado e seria uma coisa estranha. Sorri rapidamente conforme a garota demonstrava um incomodo em relação à minha postura, aquilo soou em um tom preocupado o que me agradou. ― Certo. ― contive o meu sorriso concentrando-me em endireitar-me corretamente.
 
Retribuir o sorriso que a garota me lançou instante depois mudando o rumo do assunto o que novamente me agradou. O fato era que Mercedes continha o medo e tentava agir normalmente comigo e pouquíssimas pessoas se davam ao trabalho de fazer isso. Estranhei por não querer sair daquele ambiente e me afastar da garota ao contrário queria continuar a conversa já que Mercedes conseguia ser agradável. Compará-la com alguma menina popular era ridículo até porque grande maioria delas era patricinha e eram donas de vozes irritantes, já Mercedes parecia conversar sobre qualquer assunto e ainda sim enfrentar um garoto valentão com fervor e não se encolher diante do “perigo”. Soltei uma risada tratando de respondê-la logo em seguida. ― Talvez, tem dias que eu penso “hoje eu deveria ser legal com alguma miss simpática e desconhecida que não esteja incluída no grupo dos populares, afinal elas podem ser interessante”. ― lancei um olhar divertido para Mercedes. A garota sorriu, prestes a responder algo, mas recebe uma mensagem de texto no celular e se retira apressadamente, se desculpando por ter que ir. Dei de ombros e fiz o mesmo, indo pars o vestiário do time.  



Delivered by Draco@Ooops.


____________________




Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Artie Abrams em Sab 29 Jun 2013 - 1:50

Ginger girl...

O pátio era definitivamente um dos lugares favoritos de Artie, ele sempre ia lá para sentir um pouco o vento em seu rosto ou pensar, era um lugar bastante confortável de se estar e apesar de normalmente ter muitos alunos, como ele estava em uma aula vaga não haviam muitos alunos no lugar, ele estava movimentando sua cadeira para uma de suas mesas favoritas, ela ficava perto de uma árvore e normalmente era coberta pela sombra da mesma, ao chegar perto da mesa ele percebeu que já havia alguém no local, era uma garota de cabelos avermelhados que eram muito destacáveis, ele já havia lhe visto algumas vezes, mas nunca falou com a mesma, bem, sempre havia uma primeira vez para tudo.
A medida que o cadeirante se aproximava da garota ele pensava em várias coisas, desde o beijo que havia dado em SanClair e de suas palavras duras, ele estava um pouco decepcionado com a garota, afinal ele realmente queria que ela pelo menos considerasse em sair com ele e ele no momento estava com medo de estar se iludindo com a líder de torcida. Balançando a cabeça para tirar os seus pensamentos ele percebeu que a garota de cabelos avermelhados era bastante bonita e que os cabelos avermelhados eram realmente o seu charme, ela parecia estar concentrada na leitura de um livro que o rapaz não identificou, mas aquilo não importava muito no momento. Ele moveu a cadeira para o lado da garota onde não havia uma cadeira, provavelmente trabalho de algum vândalo, mas ele não se importava, era um dos motivos pelo qual ele gostava tanto daquela mesa, aparentemente a garota estava muito concentrada na leitura para lhe notar, então ele decidiu acabar com aquele silêncio.
- Hey! - Falou o rapaz com um sorriso gentil nos lábios buscando a atenção da ruiva ao seu lado. - Meu nome é Artie Abrams, eu acho que eu já lhe vi em algumas aulas de história, seu nome é algo como Késsy ou Katie não é? Eu não me lembro bem qual é, mas eu sei que que começa com K. - Disse um pouco envergonhado por não se lembrar corretamente do nome da garota.

She is cute.

____________________

Artie Abrams
^.^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Kaíra Keat D'Alleman em Sab 29 Jun 2013 - 2:44



- - - Kaíra Keat Bittencourt - - -
Respirei fundo chegando ao pátio aberto. Fazia tempo que não ia passar as aulas vagas ali, normalmente ficava na biblioteca lendo um livro qualquer pra passar o tempo, mas dessa vez não foi possível, já que vários estudantes de outras turmas se encontravam la, no momento, fazendo algum trabalho em grupo. Me sentei em uma cadeira e peguei o livro que lia atualmente - Hush, Hush - e comecei a folheá-lo com os cotovelos apoiados na mesa à minha frente.

Minha leitura foi interrompida quando escutei rodinhas se aproximando, mas não dei muito importância, pois acreditei ser o zelador com seu carrinho de limpeza e seguir focada no meu livro, apenas para momentos depois voltar a ser interrompida por algum garoto. Me voltei em sua direção pronta pra dizer alguma grosseria, mas ao ver que se tratava de um cadeirante eu me calei e retribuir o sorriso gentil do mesmo. Não por sentir pena do garoto e sim por ver que não se tratava de algum garoto metido a besta do time. Eles viviam de gracinha, me passando cantadas sem pé, nem cabeça. Odiava eles, ainda mais os que tentavam se aproximar apenas pela minha Herança.

Seguir calada enquanto o garoto se apresentava. Já tinha o visto algumas vezes, não era difícil de notar um garoto de cadeira de rodas pelos corredores do colégio. De fato, era essa "diferença" dele que o tornava, de certa forma, inesquecível. Quando ele terminou de falar, estendi minha mão para dele e disse ainda sorrindo - O correto é Kaíra, Kaíra Ke... Só Kaíra... - Me atrapalhei um pouco ao dizer meu nome, não queria que ele soubesse meu sobrenome e se inteirasse da minha fortuna, geralmente era assim que começava. Bastava a saber que eu era a nova rica de Ohio que eles tentavam arrancar "algo" de mim. Fechei um pouco a cara e perguntei - Posso ajuda-lo em alguma coisa? Se não eu gostaria de terminar de ler o meu livro... em paz. - Não gostei de ter sido grossa com o garoto, apenas queria afastar qualquer pessoa que tentasse fazer amizade comigo, por interesse.

____________________

♥️ Prima da SanClair ♥️ do Nicholas e do Luke ♥️
Kaíra Keat D'Alleman

Narrativa&Ação • Falas [minhas]Falas [outros]
♥️ Aminimigos ♥️:

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Artie Abrams em Sab 29 Jun 2013 - 3:02

Ginger girl...

O garoto ficou um pouco envergonhado por ter errado o nome da garota ficando com as bochechas um pouco avermelhadas demostrando a sua vergonha, mas Kaíra era realmente um nome um pouco incomum, Artie achou um pouco estranho ela evitar de dizer o seu nome completo, mas enfim, todos tem as suas manias e seria extremamente hipócrita de sua parte condenar a garota pelas dela, sendo que o próprio cadeirante tinha as suas próprias manias.
A garota lhe surpreendeu em seguida com uma atitude um pouco que grosseira, ele realmente não lhe entendeu, em um segundo ela estava sorrindo em sua direção e em outro ela estava sendo um pouco rude, mas ele não se incomodou muito com isso, afinal ele gostava de uma garota que parecia ser mais grosseira do que qualquer pessoa no mundo, comparada as grosserias da SanClair, essa garota apenas parecia um pouco irritada.
- Anh... Desculpe, eu não queria lhe incomodar, é só que eu normalmente fico por essa mesa e fiquei um pouco surpreso ao encontrar alguém por aqui e sempre é bom conhecer pessoas novas não é? - Disse o cadeirante um pouco cauteloso, afinal a garota não parecia pertencer as cheerios como não usava o uniforme tão famoso, mas era sempre bom alguém como ele ter cuidado. - Se você quiser eu procuro outro lugar, eu não sei... Eu fiquei curioso sobre o livro que está lendo, eu já li vários livros, mas esse é desconhecido para mim. - Admiti com um pouco curiosidade afinal eu lia vários livros, mas aquele eu nunca havia visto.

She is cute.

____________________

Artie Abrams
^.^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Kaíra Keat D'Alleman em Sab 29 Jun 2013 - 3:40



- - - Kaíra Keat Bittencourt - - -
- Não, não precisa ir pra outro lugar. Desculpa pelo modo que falei, só não to muito acostumada com... Pessoas! - Disse a ultima frase me sentindo um pouco constrangida e quase completei com um "eu não sou um ET", mas me segurei e fiquei feliz por ele ter falado sobre o livro que eu estava lendo. Nada melhor que evitar qualquer assunto que seja pessoal de mais. Me movi na cadeira, ficando de frente para ele e ergui meu livro mostrando-lhe a capa. - Sussurro, faz parte de uma saga de livros, que conta a historia de anjo caído que se apaixona por uma humana, mais um desses clássicos de amor proibido, saca?... Não sou do tipo romântica, mas a historia até que é legal... - Mentir sobre não ser romântica, mas isso não era exatamente da conta dele. Joguei meu livro na mesa e passei os olhos no garoto o fitando de cima a baixo, mesmo ele não sendo meu tipo, tinha que admitir que ele era até que bonitinho e tinha um sorriso encantador.

Coloquei o cotovelo na mesa e descansei minha cabeça na palma da mão, ainda sentada de lado. Dei um longo suspiro e falei, sem pensar - Você parece ser legal... Porque está aqui sozinho, digo, sem uma namorada?... Por acaso não tem uma? - Franzi a testa me perguntando internamente aonde tinha ido minha vontade de não entrar em assuntos pessoais. Aquela pergunta tinha sido perigosa, poderia dar a entender que eu estava interessada e o pior, daria a ele a liberdade de me perguntar algo pessoal.

____________________

♥️ Prima da SanClair ♥️ do Nicholas e do Luke ♥️
Kaíra Keat D'Alleman

Narrativa&Ação • Falas [minhas]Falas [outros]
♥️ Aminimigos ♥️:

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Artie Abrams em Sab 29 Jun 2013 - 3:56

Ginger girl...

O garoto arqueou a sobrancelha ao ouvir que a garota não estava acostumada com pessoas, ele só podia rezar que ela não fosse uma alienígena disfarçada com o objetivo de reunir informações sobre adolescentes americanos, espera... Isso não fazia nenhum sentido. Artie reprimiu a vontade de balançar a cabeça enquanto afastava aqueles pensamentos bobos de sua cabeça.
O livro na opnião do garoto não parecia ser muito interessante, parecia um pouco como crepúsculo demais para ele, mas enfim, garotas gostavam de ler sobre aquelas coisas não era? Ele preferia livros com assuntos mais sérios ou até mesmo de ficção cientifica que eram os seus preferidos. Ele foi surpreendido pela pergunta que a garota fez em seguida, ela parecia ser bastante quieta na sua primeira impressão e aquela pergunta não era muito discreta, mas ele aprendeu a nunca julgar um livro pela capa. Os seus pensamentos foram logo em direção a SanClair e a cena que havia acontecido na sala do coral o que fez o rapaz se entristecer por alguns segundos, mas logo afastar esses pensamentos decidindo que ele deveria responder a garota.
- Eu realmente não tenho nenhuma namorada... Anh... Acho que a maioria das garotas não gostariam muito de estar com um cadeirante que participa do clube glee. - Ele não tinha a intenção de parecer tão auto-piedoso, mas só não conseguia se segurar, ele ainda estava um pouco magoado pelo o que havia acontecido. - Mas não é tão ruim... Eu quero dizer, ficar sozinho, depois de um tempo você se acostuma a isso... - Disse ele com um pouco de melancolia na voz, não eram muitas as vezes que ele falava tão sinceramente sobre o que sentia sobre a solidão. - E você? Você é bastante bonita, certamente deveria ter um namorado ou estar rodeada de outras pessoas ao invés de estar lendo um livro aqui sozinha. - Expressou os seus pensamentos com curiosidade.

She is cute.

____________________

Artie Abrams
^.^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Kaíra Keat D'Alleman em Sab 29 Jun 2013 - 4:33



- - - Kaíra Keat Bittencourt - - -
- Parabéns Kaíra, conseguiu os assuntos pessoais, que você tanto queria... - Pensei reprimindo uma careta de desgosto. Bom, agora que eu já tinha começado iria até o fim. Ouvir atentamente ele falando sobre não ter namorada, era realmente triste as garotas não darem muito atenção pra ele, realmente não conseguia entender a cabeça humana. O que as garotas queriam?... O que que eu queria, afinal de contas?

Nunca pensei muito em namoros ou se um dia teria uma namorado. Os garotos para mim sempre foram músculos que falam, idiotas e interesseiros. Apenas arrumando mulheres para exibi-las como troféu para os amigos, depois usa-las e joga-las fora. Sei que essa linha de pensamento parece meio radical, mas apenas relato o pouco que conheci das pessoas. Tinha pena das garotas que se prestavam a esse tipo de papel, apenas por medo de ficar sozinhas, isso realmente era algo lamentável.

Fiz uma pequena careta e respondi a pergunta do garoto - Acho que é mais ou menos como você disse. Depois de um tempo na solidão e no abandono agente se... acostuma. - Tentei ocultar a dor que carregava na voz e prosseguir, tentando tirar a atenção de mim - Não vejo mal em você ser cadeirante e está no clube do coral. De fato, isso deveria ser um atrativo a mais a ser acrescentado na sua lista de prós. - Sorri para o garoto e tentei animá-lo sem calcular direito o que dizia - Tenho certeza que o que você não faz com as penas, faz com muitas mais eficiência com outras partes do corpo... - Me calei sentindo minha face queimar de vergonha, provavelmente ele poderia ter interpretado minha frase com maldade, afinal não o conhecia, mas decidir não me abalar com isso e tentei me corrigir - Digo, suas mãos devem ser mais habilidosas que as dos outros garotos... - Voltei a me calar constrangida, minha situação não melhorara muito, então mudei completamente o foco - ...Sobre está no clube do coral, isso pode fazer você ser um artista muito conhecido no futuro... Cantar é... Legal! - Finalizei me sentindo meio boba e de repente meu livro pareceu ter ficado mais interessante. Voltei a abri-lo, rapidamente, frente a meu rosto apenas para disfarçar o rubor em minha pele.

____________________

♥️ Prima da SanClair ♥️ do Nicholas e do Luke ♥️
Kaíra Keat D'Alleman

Narrativa&Ação • Falas [minhas]Falas [outros]
♥️ Aminimigos ♥️:

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Artie Abrams em Sab 29 Jun 2013 - 4:48

Ginger girl...

Aquela garota era diferente, ela não parecia ser fútil e ligar para besteiras sobre qual marca de shampoo estava na moda ou coisa parecida, ela parecia ser bastante verdadeira e um pouco inocente se Artie não se enganava. Ela parecia conhecer a dor de estar sozinha e isso era algo que muitas poucas pessoas conheciam o que surpreendeu bastante o garoto e fez com que o mesmo ficasse cada vez mais intrigado com a ruiva.
Ele sentiu suas bochechas ficarem cada vez mais avermelhadas á medida que a garota falava, ele tinha certeza que ela não desejava soar como ela soou, mas os seus comentários eram um pouco confusos e se alguém que estivesse distraído do assunto escutasse provavelmente pensaria besteira. Ele agradeceu aos deuses quando ela mudou de assunto um pouco abruptamente, mas isso não ajudou com o tom avermelhado que estava em seu rosto, ele realmente estava envergonhado. Ajeitando os óculos ele pensava no que poderia falar para acabar com o silêncio desconfortável que se seguiu.
- Err... Obrigado, eu acho. - Disse o garoto não muito certo do porque estar agradecendo e ainda um pouco corado com as palavras anteriores da garota. - É uma pena que muitas pessoas não pensam como você, mas eu já parei de pensar nisso depois de um tempo. - Falou com a sua vergonha passando lentamente apesar de ainda estar um pouco constrangido. - Eu realmente não quero ser um ator ou cantor sabe? Eu realmente prefiro ficar por trás das câmeras, acho que eu gostaria de me tornar um diretor, algo ligado as artes, mas dirigir filmes e peças é algo que eu realmente gostaria de fazer. - Disse com um pouco de vergonha por estar falando sobre um de seus sonhos na frente de uma garota que havia acabado de conhecer. - Você não devia se esconder atrás desse livro, é bonita demais para fazer isso... Quero dizer, você é mais bonita que a maioria das garotas e esse cabelo seu é realmente um charme... Anh... - Falou com um pouco de vergonha sem saber de onde aquelas palavras haviam vindo.

She is cute.

____________________

Artie Abrams
^.^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Kaíra Keat D'Alleman em Sab 29 Jun 2013 - 5:20



- - - Kaíra Keat Bittencourt - - -
Bom, se a intenção do garoto era fazer eu sair de trás do livro, não deu muito certo, pois seu elogio apenas me fez ter vontade de entrar no mesmo e ficar ali, escondida na terra do nunca para sempre - Hum... ér, obrigada?... eu acho! - Disse baixinho, realmente não tinha certeza de como uma garota deveria reagir a um elogio como aquele, nem ao menos lembrava de ter sido elogiada antes, ainda mais com tamanha sinceridade. Esse é o preço de ficar tanto tempo sem se socializar, acaba sem saber como interagir com as pessoas.

Me perguntei se ele diria a mesma coisa se me conhecesse anos atrás, quando eu ainda era uma criança que pedia esmola e até mesmo roubada para poder me alimentar. Com certeza ele passaria por mim e nem me olharia, como tantos outros tinham feito. Tive vontade de me levantar e me afastar. Procurar outro canto em que eu pudesse me enfiar e me isolar, para poder ler o meu livro em paz. Mas pelas primeira vez, não fiz isso. Por algum motivo estranho, secretamente, tinha vontade de seguir exatamente ali, conversando com o garoto. Poucas foram as vezes que eu me dei ao direito de relaxar a apenas ficar de papo pro ar, jogando conversar fora.

Voltei a largar meu livro e disse, tentando resgatar o assunto anterior - Ficar na direção deve ser legal também. Na verdade nunca imaginei muito como é "isso" de viver no meio artístico, mas no fundo, no fundo, sempre tive curiosidade de saber como as coisas funcionavam por trás das câmeras, tipo nos bastidores. - Comecei a brincar distraidamente com a capa do livro - Você parece ser um garoto determinado, com certeza se dará bem em qualquer coisa que tente fazer - maneei a cabeça reconsiderando o que disse e acrescentei rapidamente - ...A menos que você queira ser um dançarino ou corredor isso não daria mesmo... - Me calei e o fitei deixando meu queixo cair em um "wow" auditivo - Quer dizer... - Desviei o olhar para minhas mãos e disse - Desculpa, eu não queria ser rude, esse tipo de coisa simplesmente sai, eu não consigo controlar. Apenas... sinto muito. - Voltei a fitá-lo com o olhar carregado de sinceridade e arrependimento, inconscientemente meus lábios se curvaram para baixo em um biquinho, mal tinha conhecido o garoto e não queria deixa-lo magoado comigo.

____________________

♥️ Prima da SanClair ♥️ do Nicholas e do Luke ♥️
Kaíra Keat D'Alleman

Narrativa&Ação • Falas [minhas]Falas [outros]
♥️ Aminimigos ♥️:

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Artie Abrams em Sab 29 Jun 2013 - 5:39

Ginger girl...

Quando a garota começou a falar o que pensava sobre o que o rapaz gostaria de fazer no futuro seus lábios formaram um sorriso de imediato, aquilo realmente se deixava feliz, não eram muitas pessoas que apreciavam o esforço que diretores colocavam nos filmes e peças que dirigiam, normalmente eles só pensavam sobre os artistas que representavam ali e pensavam que a equipe que gravava, produzia e dirigia aquilo eram simples ferramentas e apoio, nada mais do que isso, sem pensar que sem essas pessoas seus filmes, peças ou seja lá o que fossem não existiriam.
Aquela conversa com a Kaíra estava sendo bastante agradável, mas logo o seu humor foi para baixo quando ela disse que ele poderia ser o que o garoto quisesse, contanto que não fosse um dançarino ou um corredor, claro que ele sabia que ela não poderia adivinhar que o seu real sonho na verdade era se tornar um dançarino, mas aquilo não fazia doer menos quando ele era confrontado pela realidade que não poderia dançar ou correr nunca mais. O fato de ela lhe pedir desculpas realmente havia significado muito, ela realmente era incrível, o garoto tentou se conter, mas não consegui evitar de rir quando ela fez um biquinho.
- Não se preocupe com isso, sei que não falou por mal. - Disse entre risos se esforçando ao máximo para parar de rir. - Você fica realmente adorável quando faz esse biquinho. - Admitiu tentando não ficar com as bochechas muito avermelhadas. - Sabe, eu realmente sonhava em dançar, me tornar um grande dançarino e dançar em todos os lugares que pudesse, um sonho um pouco tolo... Mas agora isso é impossível. - Falou um pouco melancólico, mas logo sorriu em direção a menina tentando espantar aqueles pensamentos.

She is cute.

____________________

Artie Abrams
^.^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Kaíra Keat D'Alleman em Sab 29 Jun 2013 - 6:01



- - - Kaíra Keat Bittencourt - - -
Ergui novamente o livro e ocultei meu rosto atrás dele, dessa vez devido ao comentário dele sobre o biquinho que havia feito momentos antes... No fundo o fado dele ter notado me deu vontade de ri, mas eu procurei disfarçar aquilo, não era do tipo que ia muito. Apesar de está fazendo isso desde que o garoto tinha chegado. Suspirou aliviada ao constatar que ele não havia ficado muito magoado pelo comentaria que fizera. Nas ruas havia me acostumado com pessoas amargas, que guardavam magoa de tudo e não conheciam o valor do perdão e fiquei feliz ao notar que Artie não era como eles, mas logo voltei a me sentir mal, ao ouvi-lo dizer que aquele era seu sonho, e que agora era impossível

Tentando reparar o mal que havia feito, me coloquei a falar em um tom um tanto desesperado - Talvez não, já vi alguns filmes que as pessoas voltam a andar com o tempo. Fazendo cirurgias e tratamentos, não sei. Quem sabe esse pode ser o seu caso, Artie. Se tem uma coisa que aprendi nessa vida é que tudo é possível. Não desista do seu sonho ele ainda pode se tornar realidade... - falei convicta em minhas palavras.

____________________

♥️ Prima da SanClair ♥️ do Nicholas e do Luke ♥️
Kaíra Keat D'Alleman

Narrativa&Ação • Falas [minhas]Falas [outros]
♥️ Aminimigos ♥️:

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Artie Abrams em Sab 29 Jun 2013 - 6:17

Ginger girl...

O garoto se surpreendeu pelo tom um pouco determinado, se essa era a palavra na voz da menina, ela realmente parecia arrependida de suas palavras anteriores, isso fez um sorriso surgir nos lábios de Artie como ele contemplava as palavras da garota, ele há um tempo havia desistido de voltar a andar e apesar de ter recuperado alguns movimentos um pouco mais básicos com muita fisioterapia ao longo dos anos, ele sabia que não haviam muitas chances de ele voltar a andar.
- Obrigado por suas palavras Kaíra, elas realmente significam muito para mim e você também está começando a significar muito para mim. - Disse sem medir muito as palavras, mas corando ao perceber o que havia dito. - Err... Então... Anh... - Ele realmente estava se sentindo um pouco estúpido por simplesmente estar lá gaguejando na frente da garota, ele tinha certeza que seu rosto estava tão vermelhos quanto os cabelos da ruiva. - Você não vai entrar em algum clube? A maioria das garotas quer entrar nas cheerios depois de um dia. - Disse com um pouco de amargura na voz.

She is cute.

____________________

Artie Abrams
^.^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Kaíra Keat D'Alleman em Sab 29 Jun 2013 - 6:42



- - - Kaíra Keat Bittencourt - - -
Assim como o garoto, também fiquei corada quando ele disse que eu estava começando a significar muito para ele. Uma emoção diferente começou a crescer dentro de mim, não sabia como era ter um amigo, mas considerei que deveria ser algo parecido com o que eu estava começando a sentir agora. Tudo bem que eu tinha a San, mas agente mal tinha se visto, muito menos se falado. Ela era apenas uma prima distante, ou melhor dizendo, minha única parente viva, mas isso não parecia significar muito coisa para ela.

Voltei a focar minha mente no que Artie dizia e quase ri quando ele falou sobre entrar em algum grupo como as cheerios. Lhe lancei um sorriso de cumplicidade e confessei - Vai por mim, depois de um dia a única coisa que eu queria era está bem longe delas... Não sou de ficar falando mal das pessoas, mas aquilo ali me pareceu bem mais um antro de falsidade do que um "grupo", propriamente dito. - Me aproximei um pouco mais do garoto e quase sussurrei - Minha prima, SanClair, é uma delas e pelo pouco que a conheço não sei se gostaria de ficar muito tempo por perto dela, ela é meio... Complicada!... Enfim, isso faz das cheerios um grupo que eu mega não quero participar... - Voltei a me afastar e concluir, pensativa - Creio que não me adaptaria a nenhum grupo. Gosto de cantar, mas prefiro seguir "carreira solo", cantar em um coro me trás... lembranças ruins - Finalizei, com uma nota de tristeza em minha voz, recordando de quando era forçada a cantar, com o coral do orfanato, nas igrejas em troca de dinheiro, mas logo afastei os pensamentos e perguntei - E você, participa de algum grupo além do Clube do coral?

____________________

♥️ Prima da SanClair ♥️ do Nicholas e do Luke ♥️
Kaíra Keat D'Alleman

Narrativa&Ação • Falas [minhas]Falas [outros]
♥️ Aminimigos ♥️:

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Artie Abrams em Sab 29 Jun 2013 - 7:01

HOLY SHIT! OMG!

Artie realmente não queria rir quando a garota dizia o que pensava sobre as cheerios, ele se concentrou bastante para não rir, mas ele não aguentou e realmente riu, ela descreveu perfeitamente as cheerios, eu não via muito o que as outras garotas viam de interessante em participar de um grupo onde a maioria das participantes queria matar umas as outras. Ele realmente ficou aliviado que a garota diante de si não parecia ter nenhum interesse em entrar em tal grupo, seria errado porque a Kaíra era tão gentil e dócil enquanto a maioria das cheerios eram tão... Más. 
Ele estava pensando nas palavras da garota quando escutou as palavras prima e SanClair na mesma frase, depois disso tudo parecia ter sumido de sua mente e ele tinha certeza que estava suando frio naquele momento, ele não prestou muita atenção as palavras de Kaíra em seguida, ele sentia o seu mundo girando naquele momento e não escutava mais nada. Os seus olhos estavam arregalados e seu coração acelerado, inferno, ele nunca esteve tão surpreso quanto aquele momento, nem quando Quinn Fabray havia entrado na sala do coral para fazer audição.
- S... San... A SanClair ela... A SanClair é sua prima? - Ele não conseguiu impedir de falar como se estivesse falando que o Osama Bin Laden havia voltado dos mortos e estava governando os Estados Unidos, inferno, aquilo realmente havia lhe deixado em choque. - A SanClair? Oh meu Deus! - Ele não conseguia se impedir de ficar chocado e segurou com força na cadeira com medo de desmaiar de tão chocante que era aquela revelação. - M... Mas... Mas ela é tão... SanClair? E você é gentil, dócil, adorável e fofa. Isso é inacreditável... - Murmurou ele um pouco mais alto do que esperava, corando ao perceber que a ruiva havia escutado, mas ainda chocado que a garota que havia lhe rejeitado era prima da garota adorável na sua frente.

SanClair has a cousin? O.O

____________________

Artie Abrams
^.^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Kaíra Keat D'Alleman em Sab 29 Jun 2013 - 7:37



- - - Kaíra Keat Bittencourt - - -
Me surpreende com a reação do garoto, no lugar de responder a minha pergunta ele pareceu começar a ter uma "crisedealgo". Me levantei ficando a sua frente e coloquei as mãos em seus ombros abaixando a cabeça para ficar no nível dele, o fitando nos olhos - Apenas não esqueça de respirar, ok?... - ele parecia ter ficado realmente surpreso em saber que a San era minha prima, ele parecia tão frágil que eu tive medo que ele tivesse tendo uma crise de asma ou algo parecido - ...pra dentro e pra fora, pra dentro e pra fora...- Disse respirando lentamente, para que ele copiasse meus movimentos, mas logo me calei porque tinha ficado constrangida, mais uma vez, com minhas palavras, que poderiam ser interpretadas de forma maldosa. - ok!! - disse me afastando, ainda constrangida - Acho que você está conseguindo fazer isso sozinho - voltei a me sentar a sua frente me sentindo um pouco retardada - E isso é bom... não terei que te beijar pra fazer respiração boca a boca... - Antes que ele se ofendesse completei, mas uma vez falando sem pensar - Não que eu não fosse gostar de beija-lo, você tem uma boca que parece ser bem apetitosa, mas... - Desviei o olhar pra uma outra direção qualquer, sentindo que no momento a cor do meu rosto se assemelhava com a do meu cabelo, de tão constrangida que eu estava.

Revirei os olhos e fitei o nada com uma expressão de "wtf?"... O que diabos estava acontecendo comigo? Falar de mais, é uma coisa. Cometer "sincericídio" era outra, e muito diferente. Depois do que me pareceu ser horas de um silencio constrangedor, voltei a fitá-lo e perguntei - Então... você conhece a San? - "Biiip" pergunta idiota, era óbvio que ele conhecia minha prima, só pela sua reação, mas eu tinha que falar algo, apenas para tentar quebrar o clima estranho que eu tinha criado.

____________________

♥️ Prima da SanClair ♥️ do Nicholas e do Luke ♥️
Kaíra Keat D'Alleman

Narrativa&Ação • Falas [minhas]Falas [outros]
♥️ Aminimigos ♥️:

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

♥️♥️♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Artie Abrams em Sab 29 Jun 2013 - 7:51

Ginger girl...

Ok, o fato de ela ser prima da SanClair talvez tenha lhe surpreendido um pouco, quer dizer não um pouco, lhe surpreendeu muito, elas eram tão diferentes fisicamente e mentalmente. Depois de ficar vermelho como um tomate quando a garota aproximou a cabeça para perto da sua, algo que pareceria um pouco romântico demais para pessoas que vissem de fora a cena e tentar reaprender a respirar ele finalmente estava se acalmando ao ponto de falar. O garoto ainda estava terminando de se acalmar quando ouviu o comentário que ela havia feito sobre sua boca, ele não corou, ele ficou completamente vermelho de vergonha.
- Anh... Obrigado... Err... - Gaguejou um pouco envergonhado com o que havia acontecido, ele não achava que reagiria tão fortemente, mas havia sido uma grande surpresa saber que sua mais nova amiga era prima da garota em que ele pensava em namorar. - Pode-se dizer que eu conheço... Na verdade eu tenho uma pequena queda por ela. - Admitiu Artie um pouco envergonhado por falar aquilo para uma garota que tinha acabado de conhecer. - Mas ao que parece ela não sente o mesmo, ela é linda, mas um pouquinho complicada. - Disse o rapaz um pouco triste ao se lembrar dos eventos anteriores.

She is cute.

____________________

Artie Abrams
^.^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio Aberto

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum