Banheiro Feminino

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Banheiro Feminino

Mensagem por Stalker em Qui 18 Jul 2013 - 1:05



Banheiro Feminino



É bonito, cheio de corações nas paredes desenhado pelas meninas. Tem cheiro de lavanda constantemente.
Muito usado pelas meninas que querem matar aulas e jogar conversa fora.

____________________



The your ghost, the ur image. I'm the stalker!
avatar
The Bosses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Banheiro Feminino

Mensagem por Quinn Fabray em Qui 18 Jul 2013 - 2:23


WHAT?!?!?!?!


Eu me olhava no espelho, eu me encarava enquanto tentava me convencer de oque eu iria fazer.
Eu tentava controlar minha emoção,meu rosto queimava,minha garganta tinha um dó e meu coração martelava em meu peito. Eu respirava fundo tentando conter as lágrimas,para minha sorte só tinha eu ali,apesar de estar receosa caso alguém aparecesse.
Meus seios estavam mais inchados, um cansaço inexplicável e muito sono. Um atraso anormal da menstruação me fez ficar ainda mais nervosa,fitei minha necessaire que estava na pia ao lado da minha mão,eu respirei mais profundamente fechando os olhos e então abri a pequena bolsa pegando um pacote.
Eu já não conseguia controlar as lágrimas que escapuliram dos meus olhos e rolavam pelo meu rosto,mordisquei meu lábio enxugando algumas lágrimas enquanto desembalava o pacote com o exame de gravidez. Sussurrei baixo enquanto lutava comigo mesma para parar de tremer.
-Calma Quinn...Calma.
Eu dava mais um longo suspiro e algumas lágrimas se desprenderam dos meus olhos,eu tentava não entrar em desespero,então olhei para cima controlando as lágrimas. Eu me perguntava o porque daquilo acontecer comigo? Deus oque eu fiz de errado pra merecer isso? Meu pai? Minha mãe? Oque vai ser de mim se isso der positivo? Enquanto eu pensava,lágrimas descontroladas despencavam do meu rosto, que provavelmente já estava vermelho.
Voltei a me olhar no espelho agora limpando as lágrimas tomando coragem para fazer o teste. Com ele já desembrulhado peguei a necessaire assim me trancando no banheiro. Com a visão embaçada eu tentava ler as instruções.
Alguns segundos após seguir as instruções,mandava esperar 5 minutos, então fico em pé no vaso encostada na divisória das cabines.
Fechei meus olhos tentando pensar em alguma outra coisa para me distrair. Porque nossos pensamentos não mudam quando queremos? Tudo oque eu pensava era em como dizer ao meu pai que estava grávida,eu não seria mais a filha perfeita. Finn,claro que o filho não seria dele? Peguei meu celular que eu já tinha posto na necessaire e cheguei que já havia passado alguns minutos. Um minuto havia se passado,porque só um minuto? Cadê aquele botão que faz acelerar o tempo?
Eu me perguntava enquanto me mantinha em pé no vaso sanitário para caso alguém entrasse não pudesse me reconhecer. Fechei meus olhos já chorando, Puckerman, ele sim era o culpado,ele sempre é culpado de tudo oque acontece! Porque eu fui mais uma idiota que caiu na dele, porque? Quinn porque foi tão idiota? Porque engravidar? Porque logo do Puckerman?
Segurando a necessaire e o celular em apenas uma mão,enxugo as lágrimas descontroladas de rosto e suspiro com meu choro descontrolado.
Com os olhos fechados,senti meu corpo amolecer e minhas penas babearem,novamente aquela sensação de moleza, uma tontura mais intensa me fez desequilibrar do vaso e no susto de alguma forma consegui cair sentada no vaso, meu corpo não correspondia e parecia que eu havia saído de um treino super pesado das Cheerios.
Com meu ombro encostado na parede,eu encostei minha cabeça na parece também assim abraçando meu joelhos como uma criança medrosa. Olhei para meu celular checando se os 5 minutos já haviam se passado. Graças ao Deus!
O teste estava nas minhas mãos tremulas e estavam duas barras, uma azul outra vermelha, meus olhos se arregalaram e prendi minha respiração, um frio súbito na minha espinha me fez congelar e pude enfim chorar com razão.
Sentada no vaso desesperada,eu dei mais uma olhada a instrução que indicava " I azul negativo. II vermelho e azul,positivo". Soltei minhas pernas então apoiei meus cotovelos nas minhas coxas e escondi meu rosto nas minhas mãos em um choro baixo e desesperado. Não poderia ser verdade! Eu não poderia estar grávida! E a minha vida? Oque eu ria fazer? Minhas perguntas não pareciam ter resposta certa, na verdade minhas perguntas não tinham respostas!
Respirei fundo enxugando as lágrimas guardando o teste dentro do pacote,e o pacote dentro da necessaire,logo após eu discava nervosamente uma mensagem para Puck.
"-Puckerman temos que conversar! Eu preciso conversar contigo! Me encontra na última sessão de livros na biblioteca. É URGENTE!"
Eu digitava com os olhos embaçados novamente,eu limpava meu rosto com raiva,sentada olhei para minha barriga,eu iria ser mãe,não era culpa de outras pessoas além de mim mesma por permitir que aquilo acontecesse.
Ajeitei minha postura e então acariciei  a região logo abaixo do umbigo, um leve arrepio percorreu meu corpo.
Com carícias gentis, eu sorri ainda emocionada,meu psicológico havia mudado,de uma forma drástica.
Em um tom de voz baixo,eu ainda olhava para minha barriga e então sussurrei.
-Hey...
Minha garganta se fechou,novamente o nó se formou ali, eu tentava engolir a saliva que ao passar pela minha garganta ardia de forma desconfortante.
Eu tomava coragem, sempre falavam que esses testes falham,eu deveria marcar um de sangue para ter certeza daquilo,mas meu psicológico já me denunciava, meu corpo denunciava.
Peguei o espelho que estava na necessaire e então olhei meu reflexo,meus olhos vermelhos,meu rosto levemente inchado de chorar,somente um milagre poderia fazer com que aquela cara de choro passasse. Passei uma fina camada de pó,e um brilho incolor em meus lábios enquanto tentava me distrair e não pensar nas futuras gorduras,dores e pele oleosa que algumas grávidas adquiriam.
Um total de 6 minutos perdidos apenas para disfarçar, guardei os itens usados na necessaire e tomando fôlego eu me levantei do vaso sanitário e abri a porta do banheiro erguendo minha cabeça apesar da insegurança e do medo.
Sai dali sem deixar qualquer vestigo do exame que tinha feito,então segui meu caminho para onde havia marcado com Puck. Meu psicológico abaldo me deixou irritada,as pessoas que me cercavam já haviam percebido minha irritação e algumas me evitavam. Enquanto eu caminhava pelos corredores,eu focava meus pensamentos só para o momento agora,e não o futuro,que seria a minha conversa com o destruidor da minha vida.
[/color]


Thanks: Alice R. @ TPO & WE

____________________


Lucy Quinn Fabray
I can taste the tension like a cloud of smoke in the air
Be the good girl you always had to be.Conceal, don't feel, don't let them know.Well now they knowTHANKS, LU.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum